Acupuntura para queda de cabelo: será que funciona?

Saiba como a acupuntura para queda de cabelo age no organismo, qual é o foco do tratamento e quantas sessões são necessárias par aos primeiros resultados.

Quem sofre de queda de cabelo muitas vezes pode ver o problema apenas do ponto de vista estético, esquecendo que a perda dos fios pode ser um dos sintomas de que há algo de errado no organismo afetando a saúde. Há vários produtos e tratamentos indicados por dermatologistas ou tricologistas que podem ajudar a administrar a questão. No entanto, também é possível procurar uma outra alternativa de tratamento na medicina oriental. A acupuntura para queda de cabelo é uma delas.

O All Things Hair conversou com o acupunturista Yuri Miziara, do Rio de Janeiro, sobre como é possível controlar o problema com a técnica da medicina chinesa.

Acupuntura para queda de cabelo: foco no equilíbrio

Na terapêutica chinesa, a força e a vitalidade dos cabelos estão ligadas à essência, ao sangue e à energia de órgãos como o rim o pulmão e o fígado. A acupuntura age harmonizando o corpo em desequilíbrio. Segundo Yuri Miziara, grande parte da perda de cabelo se dá fundamentalmente por três fatores: o primeiro e mais importante é o psicossomático, o segundo é alimentação inadequada e uso de substâncias lesivas ao corpo como bebidas alcoólicas, drogas e outras da mesma linha e o terceiro é o congênito, a família possuí histórico.

“Esse desequilíbrio afeta a energia e o funcionamento de três principais órgãos que são responsáveis pela manutenção dos pelos do corpo. O pulmão, na visão da acupuntura, é o responsável pela nutrição e manutenção dos pelos corporais e da movimentação da energia denominada de Ki/Qi (気) pelo organismo. Uma espécie de segundo fígado que, por sua vez, é responsável pela nutrição do sangue. Já os rins, que são responsáveis pela energia essencial e dos fluídos orgânicos, ajudam na nutrição dos tecidos. Isso tudo favorece a manutenção cabelos”, explica o especialista.

Acupuntura para queda de cabelo: tratamento

O tratamento é dividido em duas partes. Na primeira o foco é equilibrar o órgão ou víscera que esteja em desarmonia. Já a segunda parte vai variar de escola e metodologia. “Basicamente na acupuntura chinesa usamos o martelinho de sete pontas na região afetada. Na japonesa, fazemos o uso de moxa no local e ou estímulo cutâneos com agulhas para aumentar o fluxo de sangue”, esclarece Yuri.

A duração vai variar de pessoa para pessoa. É necessário que o terapeuta tenha conhecimento do histórico familiar do paciente. “Pode ser de 8 a 15 sessões para apresentar uma melhora considerável. Se o paciente possui um histórico de estresse, o tempo do tratamento varia entre 5 a 10 sessões. Junto à acupuntura é importante regular a alimentação”, ressalta.

Acupuntura para queda de cabelo: resultados

“Normalmente a partir da terceira sessão, exceto em casos mais crônicos, que pode ser vista uma melhora até na quinta sessão. Importante também enfatizar que a careca masculina raramente consegue melhorar, possivelmente será necessário o uso de fitoterápicos, pois mostra que a raiz do cabelo já foi danificada”, finaliza Yuri.

Sugestões de produtos

Recomendamos o Shampoo Dove Controle de Queda, que contém em sua fórmula Trichazole Ativo, que promete nutrir os fios desde a raiz e prevenir a queda. É o shampoo ideal para limpar os cabelos e, ao mesmo tempo, deixá-los bonitos e fortes. Para um melhor resultado, use em conjunto com o Dove Condicionador Controle de Queda. Para desembaraçar e modelar os fios, aposte no Seda Creme para Pentear Crescimento Saudável.

Artigo anterior
Artigo seguinte