Velaterapia: tratamento promete acabar com as pontas duplas

Ana | 13 maio 2016

Será que a chama de uma vela pode acabar com as pontas duplas? A velaterapia mostra que sim! Conheça a técnica que está fazendo sucesso nos salões.

Que tal acabar com as pontas duplas sem ter que diminuir o comprimento dos fios? A boa ideia basicamente explica a velaterapia,  tratamento que está fazendo sucesso em alguns salões de beleza Brasil afora e já ganhou muitas adeptas, entre elas modelos e atrizes. Para acabar com as temidas pontinhas, o tratamento usa a chama de uma vela para, literalmente, queimar a região danificada. Ao final do tratamento, os fios ganham aparência saudável e até ficam com volume controlado. Descubra abaixo as vantagens e desvantagens da técnica.

Velaterapia: ela funciona mesmo?

O tratamento que surgiu nos anos 80 no Brasil, e que também é conhecido como banho de vela, voltou a fazer sucesso nos salões de beleza. Entre os benefícios, a velaterapia promete tirar as pontas duplas e fortalecer os fios – mas de uma maneira diferente: com a ajuda de uma vela. De acordo com o tricologista Luciano Barsanti, a velaterapia queima, sim, as pontas duplas, mas o resultado é limitado. “A velaterapia consiste unicamente na queima das pontas duplas, mas não tem efeito de selagem”, diz o especialista. Ou seja, apesar de resolver o problema das pontas duplas e danificadas, isso não significa que elas não irão aparecer novamente.

Como a velaterapia é feita

No salão,  o cabeleireiro começa o processo, que dura cerca de uma hora e meia, separando o cabelo em inúmeras pequenas mechas e torcendo-as. Depois, ele aproxima a chama de uma vela aos fios. As pontas duplas, que ficam para fora da mecha, são, então, queimadas pela chama de fogo.

Em seguida, os cabelos são cortados através do bordado, técnica que também promete acabar com as pontas duplas. No corte bordado, as pontas duplas são cortadas uma a uma com uma tesoura especial, que sela as cutículas do cabelo. O resultado são fios sem ponta dupla, com volume controlado e com aparência mais saudável. O tratamento tem uma durabilidade de 40 dias, em média.

Dá para fazer em casa?

Apesar da técnica parecer simples, o tricologista Luciano Barsanti não recomenda reproduzir o tratamento em casa. “Os riscos de acidente são óbvios: queimaduras no couro cabeludo e no corpo, tanto para quem recebe o procedimento quanto para quem faz. Como médico, não recomendo”, afirma o especialista.

Então, qual a solução? A prevenção, claro!  “As pontas duplas aparecem, dentre outros fatores, devido à exposição ao sol, escovações bruscas, secador muito quente e chapinha”, explica o tricologista. “Sendo assim, basta evitar estes procedimentos que as pontas duplas tendem a não aparecer”, completa. Para proteger os fios do calor do secador e da chapinha no dia a dia, não se esqueça de aplicar o protetor térmico antes de usar os aparelhos. Escovar os cabelos da maneira correta também pode evitar que os fios fiquem danificados: comece a pentear os fios, delicadamente, a partir das pontas. À medida que o cabelo desembaraça, vá subindo até chegar a raiz dos cabelos.

As pontas duplas também podem ser sinal de que os fios estão ressecados. Portanto, não se esqueça de prevenir o problema fazendo hidratações semanais em casa ou no salão. Seguir o cronograma capilar (calendário de cuidados que alterna tratamentos hidratantes, nutritivos e reconstrutores) pode ajudar.

Sugestões de produtos: Se estiver procurando por hidratações que podem ser feitas em casa, sugerimos o Creme De Tratamento TRESemmé Expert Detox Capilar, ele contém uma mistura de ingredientes botânicos, como chá verde e gengibre, conhecidos por suas propriedades antioxidantes. A Máscara De Tratamento Nexxus Oil Infinite age nos fios para deixá-los brilhantes e hidratados. E o Creme De Tratamento Dove Advanced Hair Series Pure Care Dry Oil facilita a nutrição do cabelo — deixando-o sedoso e leve.

Insira um @ no email informado
Você agora está inscrito na newsletter de All Things Hair.