Reconstrução capilar: o tratamento repositor de massa

Ana
modelo com cabelão longo e reto, sem camadas

Descubra como fazer a reconstrução capilar e para quais tipos de cabelo a técnica é indicada. É garantia de fios mais fortes e hidratados na certa.

Se os seus fios já ficaram opacos, finos e quebradiços depois de uma descoloração você sabe bem os danos que a química pode causar nos cabelos (principalmente se já faz isso com frequência ou há muitos anos). Aí, para recuperá-los, também é necessário investir em tratamentos poderosos em casa e no salão. O motivo é que a química abre as cutículas (camada mais externa do fio) para depositar, no caso da tintura, ou tirar pigmento, no caso da descoloração.

Nesse processo, nutrientes e proteínas que formam o cabelo vão pelo ralo. A reconstrução capilar aparece para solucionar esse problema reparando as cutículas do cabelo e repondo a massa perdida (com menos massa seu cabelo também fica menos resistente, por isso quebra com tanta facilidade depois do procedimento). Conheça mais sobre o tratamento salvador!



Entenda a reconstrução capilar



O que é a reconstrução capilar?

Ela é um tratamento que pode ser feito em casa (com algumas boas ressalvas!) ou no salão e que busca, basicamente, reestruturar as fibras do cabelo. Para isso, são usados produtos potentes com fórmulas ricas em queratina e outros tipos de proteína, colágeno e vitaminas, como pantenol.

modelo de cabelo cacheado longo e com volume.

Como fazer o tratamento

No salão, o tratamento começa com a limpeza dos fios com um shampoo antirresíduos. Em seguida, é feita uma segunda lavagem com um shampoo reconstrutor. Quando os cabelos já estão devidamente limpos, é a vez da queratina ou nanoqueratina e a máscara reconstrutora entrarem em cena. Elas são aplicadas no cabelo ainda úmido. Depois de uma pausa de cerca de 20 minutos, os cabelos são lavados novamente. O tratamento de reconstrução capilar termina com a selagem de cutículas, para, claro, fechá-las e fazer com que a hidratação natural não se perca do fio e também para protegê-lo de futuras agressões externas. Por fim, vem a secagem das mechas.

Caso decida fazer o tratamento em casa, lave os fios com shampoos antirresíduos e depois aplique a máscara reconstrutora da sua preferência (se o seu cabeleireiro puder indicar a mais adequada para o seu caso, melhor). Não é indicado o uso de queratina em tratamentos caseiros, porque seu uso deve ser feito por um especialista.

modelo de cabelo longo castanho e liso

Quando fazer a reconstrução capilar

A reconstrução capilar é um tratamento indicado para recuperar fios elásticos (para identificar o problema, veja se o fio encolhe depois de esticado). Geralmente os fios ficam  elásticos depois de perder queratina após algum procedimento químico muito agressivo, como a descoloração.

A reconstrução capilar também é indicada para a recuperação de fios finos e frágeis, propensos à quebra e à queda. Nesse caso, também vale uma conversa com o seu cabeleireiro para saber o quanto o procedimento vale a pena no seu caso ou se, ao contrário, ele pode deixar o cabelo pesado demais desnecessariamente.

O número de sessões ideias para a recuperação total do cabelo varia de acordo com o estado de danificação do fio e da qualidade dos produtos utilizados. Ou seja: somente o profissional poderá dizer com precisão. Ah, e sempre bom lembrar: se os seus fios estiverem saudáveis a reconstrução capilar não é recomendada, ok?

Sugestão de produtos 

Para começar o tratamento aplique o Shampoo TRESEMMÉ Detox Capilar que elimina os resíduos que se acumulam durante o dia como fumaça, poluição e suor.

Em seguida, use o Condicionador TRESEMMÉ Detox Capilar com exclusiva tecnologia TRES-ComplexTM que ajuda a controlar o frizz e desembaraça os fios.

E para finalizar, use o Creme de Pentear TRESemmé Hidrata que traz em sua fórmula Pantenol, Aloe Vera e Filtro UV, responsáveis por deixar seus cabelos sempre macios, hidratados e protegidos.

Continuar lendo