Coceira no couro cabeludo: veja o que pode ser e como cuidar | All Things Hair BR
mulher de costas com as mãos na cabeça

Por que o meu couro cabeludo está coçando? Conheça as principais causas!

A coceira no couro cabeludo pode ser muito incômoda e sintoma de outros problemas na região. Entenda o que pode ser e o que fazer para aliviar o sintoma!

Uma coceira aqui, outra ali na cabeça e o incômodo persiste durante o dia inteiro. Desde uma caspa, um comichão e até mesmo um fungo: o que não faltam são causas para o sintoma da coceira no couro cabeludo aparecer.

Se está coçando demais, não é normal. Por isso, conversamos com especialistas e preparamos as causas mais comuns de coceira na cabeça que podem ajudar a identificar o seu problema e te dar mais informações sobre o assunto, além de uma orientação sobre como lidar com a situação.

Mas não fique preocupada, com os cuidados certos, é possível minimizar a coceira e procurar para uma solução! E nós te contamos as principais causas agora:

As 10 principais causas de coceira na cabeça

Coçar a cabeça uma vez ou outra é normal e pode acontecer, muitas vezes, por um simples reflexo. Porém, quando a coceira insiste em ficar, é bom ficar atenta, pois pode ser sinal de que alguma coisa não anda bem no seu couro cabeludo.

mulher coçando o couro cabeludo
Foto: Shutterstock

Por isso, listamos os motivos mais comuns que podem ocasionar essa coceira fora do normal no couro cabeludo e demais informações que você precisa saber sobre cada uma das causas, como próximos passos com relação a tratamento e dicas para aliviar a coceira.

1. Caspa

Também conhecida como dermatite seborreica, a caspa tem como um dos sintomas a coceira no couro cabeludo. Além de causar descamação, os indesejados flocos brancos que podem cair na nossa roupa, deixa a região ressecada e irritada.

“A caspa nada mais é que uma doença de causa desconhecida, onde há um aumento da produção de sebo, associada à proliferação de fungos, juntamente com um processo inflamatório. O couro cabeludo pode estar vermelho e conter pequenas feridas, principalmente nos casos em que existe coceira”, explica a dermatologista Natasha Crepaldi.

Como tratar: muitas vezes o uso de produtos capilares como shampoo e condicionador com ativos corretos já amenizam o problema. Por isso, para as mulheres, a gente sugere a dupla Shampoo Anticaspa Clear Women Flor de Cerejeira e Condicionador Anticaspa Clear Women Flor de Cerejeira, que ajuda a restaurar a função da barreira de proteção do couro cabeludo.

CLEAR WOMEN SHAMPOO ANTICASPA FLOR DE CEREJEIRA
CLEAR WOMEN CONDICIONADOR ANTICASPA FLOR DE CEREJEIRA

Para os homens, a dica é o Shampoo Clear Men Controle e Alívio da Coceira, que tem eucalipto em sua fórmula e colabora no alivio da coceira e da irritação do couro cabeludo.

Shampoo Clear Men Controle e Alívio da Coceira

Agora, se você perceber que o problema persiste, o indicado é procurar um médico e avaliar o melhor tratamento para o seu caso.

2. Alergias

É preciso tomar muito cuidado com os produtos aplicados no couro cabeludo. A região pode ter uma reação alérgica desde a químicas e tinturas e até mesmo a produtos cosméticos, como o gel de cabelo. Esse tipo de alergia irrita a pele, causando descamação e, consequentemente, coceira.

“O uso incorreto de produtos ou mesmo o seu excesso também podem gerar danos no couro cabeludo e desencadear reações alérgicas que levam à coceira. Como, por exemplo, obstrução dos folículos pilosos, excesso de oleosidade e distúrbios capilares. Busque a orientação de um profissional”, indica Joana D’arc.

Como tratar: se perceber que o couro cabeludo começou a coçar mais do que o normal depois de usar algum produto, dispense o uso imediatamente e procure um dermatologista. O profissional vai indicar o melhor tratamento para a causa da sua alergia.

3. Ressecamento depois de lavar

Ao lavar os fios, fique atenta com os produtos utilizados e à temperatura da água utilizada. Evite temperaturas muito altas, que pode causar mais sensibilidade no couro cabeludo e, consequentemente, o ressecamento.

Então, quando for aplicar algum produto, como o shampoo, utilize os dedos, e não as unhas, para massagear a região.

homem lavando os cabelos
Foto: Shutterstock

Como tratar: Lave o cabelo com água fria ou morna, enxágue os produtos completamente da cabeça e faça movimentos delicados ao esfregar a cabeça na hora de lavar.

4. Ansiedade ou estresse

Pode não parecer, mas o de estresse e a ansiedade também podem gerar a coceira no couro cabeludo.

A parte do cérebro responsável por essas sensações também estão ligadas a terminações nervosas na pele, o que pode causar coceira não só no couro cabeludo, mas em outras partes do corpo.

Como tratar: procure ter uma rotina menos agitada, com momentos para o relaxamento. Fazer atividades físicas ou outros tipos de atividades que deem prazer também é indicado. Além disso, procurar um psicólogo pode ser uma boa ideia.

5. Fungos e micoses

Ficar com o cabelo molhado por muito tempo torna o couro cabeludo mais vulnerável a proliferar fungos e micoses, principalmente se a região estiver abafada com chapéus, bonés ou mesmo toalhas. Se você tem esse hábito, é melhor evitar.

Como tratar: evite abafar o couro cabeludo com acessórios ou toalhas. Quando lavar o cabelo, deixe que ele seque naturalmente ou seque com a ajuda de um secador.

6. Queda de cabelo

Se você perceber que essa coceira excessiva nos cabelos está causando queda nos fios, pode ser que os seus cabelos não estejam fixos o suficiente no couro cabeludo, estão frágeis e sensíveis.

Como tratar: O primeiro passo é o fortalecimento dos fios e cuidar da saúde de dentro para fora a fim de diminuir essa queda, principalmente agravada pela coceira. Se o problema persistir, procure um médico.

7. Acne capilar

A acne capilar acontece por conta do entupimento dos folículos capilares obstruídos pelo acúmulo de sebo e células mortas. “Se não for cuidada, pode provocar e acentuar queda de cabelo assim como provocar coceira, inflamação e até mesmo o aparecimento de feridas”, alerta Dra Joana D’arc.

mulher olhando o couro cabeludo no espelho
Foto: Shutterstock

Como tratar: Shampoo que controlem a oleosidade podem ser indicados, mas consulte um especialista para saber o tratamento correto para o seu caso. “Não se deve cutucar ou espremer a acne. Isso pode levar a um processo inflamatório mais profundo e um risco maior de infecção com necessidade do uso de antibióticos”, indica a especialista.

Acha que pode ser este o seu problema? Saiba mais sobre a acne capilar, um tipo de espinha no couro cabeludo.

8. Piolho (Pediculose)

Também conhecida como pediculose, a infestação de piolhos não são exclusividade no cabelo infantil.

Você também está sujeita a receber esses incômodos visitantes durante a vida adulta ao entrar em contato com um inseto ou seus ovos, conhecidos como lêndeas.

Como tratar: “O tratamento pode ser medicamentoso e tópico, com a aplicação local de fármacos específicos, como shampoos ou loções, tendo também tratamento via oral. Porém é importante ainda remover as lêndeas (ovos) com um pente bem fino e a catação dos piolhos realizada com meticuloso cuidado”, explica Dra Joana D’arc Diniz

Dica TPC: confira algumas técnicas para não ter problemas com os piolhos.

9. Distúrbios hormonais

A coceira no couro cabeludo também pode estar relacionada a problemas hormonais.

“Distúrbios glandulares e hormonais, por exemplo, excesso do hormônio masculino di-hidrotestosterona (DHT) ou ainda a síndrome dos ovários policísticos, estimulam muito o excesso de oleosidade, que propicia a coceira”, explica Joana d’arc”.

Como tratar: Nesse caso, é necessário consultar um médico para que sejam feitos exames que indiquem que a causa da coceira é hormonal. Então, um tratamento específico será indicado pelo profissional.

10. Doenças

A coceira pode estar relacionada a doenças do couro cabeludo, como foliculite capilar, a eczema, psoríase ou até infecções fúngicas.

Perceba sempre se a coceira também acontece a noite, enquanto você dorme, sendo um sinal também de possíveis dermatites.

Como tratar: para fazer o tratamento correto da coceira, nesses casos, é essencial procurar um especialista para fazer o diagnóstico do que está causando o problema e tratar com o protocolo correto de cada caso.

Como aliviar a coceira na cabeça?

Não estamos falando de nenhuma receita milagrosa por aqui, mas sim algumas dicas e cuidados que podem ajudar a diminuir a coceira no couro cabeludo, independentemente da causa.

Começando pela higiene da escova de cabelos. Manter a escova de cabelo limpa é fundamental para a saudabilidade do couro cabeludo. As melhores técnicas para limpar a sua escova de cabelo você encontra aqui.

Outro detalhe é evitar produtos em excesso nos cabelos, principalmente aqueles que o cabelo absorve, como cremes para pentear, leave-in, géis, etc. Evite aplicar diretamente no couro cabeludo e não deixe de lavar os fios para removê-los após o uso.

Tira-dúvidas sobre coceira no couro cabeludo

Quer saber mais sobre coceira no couro cabeludo? A gente responde outras dúvidas, abaixo.

É normal o couro cabeludo coçar?

Sim, de vez em quando e não muito intensamente. Ter uma coceira eventual e passageira é normal. Mas se o problema se intensificar e ficar recorrente, procure um especialista para descobrir a causa.

O que acontece se coçar demais a cabeça?

Se coçar demais a cabeça pode acabar irritando a região e até machucando o couro cabeludo se a ação for feita com muita intensidade.

Qual shampoo usar para coceira no couro cabeludo?

Se estiver com coceira no couro cabeludo, você pode usar shampoo para pele sensível ou mesmo um shampoo anticaspa. Mas antes disso, consulte um dermatologista para saber qual é a melhor opção para o seu caso.

Especialista consultado

  • Dra Joana D’arc Diniz – Médica Dermatologista e Tricologista, Diretora Científica da Sociedade Brasileira de Medicina Estética e Diretora da Sociedade Brasileira do Cabelo (RJ)

 

Cadastre seu e-mail e receba as últimas novidades, além de descontos exclusivos!

Inscreva-se
Rayza Nicacio com cabelo cacheado longo
Galeria

Rayza Nicácio: 10 curiosidades sobre a linha Seda by Rayza Babosa + Óleos

Produtos pensados com carinho pela nossa embaixadora Rayza Nicácio!

Ver artigo

Tudo Pra Cabelo no Instagram