Saiba o que é e como tratar a queda de cabelo pós covid-19

A queda de cabelo é uma das características da covid-19 persistente que aparece, normalmente, após a pessoa já estar recuperada da doença e afeta 25% das pessoas diagnosticadas com o vírus, segundo estudos.

A queda de cabelo tem sido uma das grandes reclamações entre as pessoas que desenvolveram a covid-19. Chamado de eflúvio telógeno, essa seria uma das manifestações mais comuns da covid-19 persistente, quando pacientes continuam apresentando sintomas da doença mesmo meses depois de recuperados, e pode afetar até 25% dos que foram infectados, segundo estudos realizados na Europa, Estados Unidos, Austrália, Egito e México.

Se esse é o seu caso e você está desesperada, calma! A queda de cabelo por covid tem tratamento e pode ser bem simples.

Segundo a dermatologista especializada em tricologia- Dra. Larissa Magoga Biselli Boarini, não é necessariamente a covid-19 que causa a queda de cabelo, mas ela pode desencadear mecanismos que fazem com que os fios caiam excessivamente. “Quando acontece alguma coisa no corpo, o nosso organismo para de enviar nutrientes para o cabelo porque ele vai priorizar os órgãos essenciais. É por isso que depois de algum tempo de ter a doença, geralmente uns 3 meses, o cabelo começa a cair. Pode acontecer com qualquer doença como uma dengue ou infecção urinária”.

Além disso, de acordo com a Dra. Fabiane Brenner, dermatologista e coordenadora do Departamento de Cabelos e Unhas da Sociedade Brasileira de Dermatologia, pacientes que desenvolvem formas mais sintomáticas da doença, como febre alta ou necessidade de hospitalização, são os que costumam ter posteriormente a queda capilar.

Medicamentos que possam ser usados para tratar a doença, como anticoagulantes e anti-inflamatórios e o estresse decorrente da doença também podem colaborar para a queda dos fios.

Para entender melhor como isso funciona, Dra. Larissa explica: “O fio de cabelo tem um ciclo de vida: a fase de crescimento (anágena), a de repouso e, então, a de queda, que é a telógena. Cerca de 84% dos nossos fios ficam na fase de crescimento”, explica. E são justamente esses fios na fase de crescimento que são afetados pela covid-19, já que ela é interrompida.

“O que tem acontecido no caso da covid-19 é que essa queda tem se apresentado mais rapidamente, algumas vezes depois de um mês de a pessoa ter se curado do vírus. Alguns trabalhos sugerem que já na 4ª ou 5ª semana se perceba um aumento da queda”, completa Dra. Fabiane.

Tratamentos para queda de cabelo por Covid-19

O eflúvio telógeno causado pela covid-19 pode ser tratado com vitaminas e outros tratamentos feitos no consultório médico. “A gente precisa encontrar a causa da queda e a partir daí tratar. Se for por causa da covid, podemos ajudar o cabelo com o uso de vitaminas e fazer procedimentos como a mesoterapia capilar, que são injeções feitas no couro cabeludo com medicamentos, como o Minoxidil”, explica Dra. Larissa.

De qualquer forma, assim que você perceber que a queda de cabelo aumentou, é essencial procurar um dermatologista para tratá-la corretamente. Isso porque algumas vezes os pacientes podem ter uma doença de base, como a alopécia androgenética e a alopécia areata, que demandam outros tipos de tratamento, e não saberem. “Na maioria das vezes a queda de cabelo é temporária, mas alguns pacientes têm uma doença de base que não percebiam antes da covid e são eles que reclamam que o cabelo não voltou ao normal, mesmo depois de terem tido a doença há muito tempo”, alerta Dra. Fabiane.

Quanto tempo dura a queda?

A queda de cabelo intensa costuma durar até 6 meses. “Para notar que o cabelo voltou ao normal vai demorar, porque o fio cresce 1 cm por mês. Mas desde o início, progressivamente, o paciente vai notando a melhora até que uma hora volta para o seu padrão de queda normal”, diz Dra. Larissa.

Cris Di Leva, empresária, está passando por esse processo. Ela teve foi diagnosticada com a covid-19 no início de março e após um mês começou a notar a queda de cabelo. “Até hoje cai muito cabelo, todo dia, quando lavo, ao passar as mãos saem tufos, de ver o chão do box do chuveiro cheio. Todo dia tiro e limpo o ralo, da quantidade de cai. Fora isso, quando penteio, ao sair do banho, mais cabelo na escova, muito cabelo… enche a mão…”, conta.

A escritora Mayara Vellardi demorou mais tempo para ter a queda. Ela contraiu o vírus em no final de novembro de 2020, mas só começou a perder os cabelos em março. Foi do nada, de repente começaram a cair chumaços e foi assustador poque fiquei até com umas falhas. Eu sempre tive bastante cabelo e percebi que ele foi caindo e ficando ralo. Acho que 1/3 pelo menos do meu cabelo caiu. Ainda está caindo, mas já está melhorando agora”.

Já a jornalista Adriana de Oliveira, teve covid no início de janeiro e começou a perceber a queda de cabelo ainda enquanto se recuperava da doença. “Meus cabelos começaram a cair assustadoramente até chegar a ficar calva bem nas entradas da cabeça, o que me deixou extremamente deprimida. Hoje meu cabelo está fraco, ralo e com aspecto de palha. Tenho tentado de toda maneira fazer tratamentos, mas ainda é cedo para ver os resultados. Então, sigo tentando esconder as falhas, e rezo para o meu cabelo parar de cair e se fortificar de novo pois estou pensando até em comprar extensões para usar quando tiver que sair”, desabafa.

Apesar do desespero que o período de queda de cabelo pela covid-19 pode trazer, os seus fios vão voltar ao normal. Mas é preciso ter paciência. E muita. De acordo com Dra. Fabiane, é possível ter uma redução de mais de 50% de densidade capilar no couro cabeludo. Entretanto, quando a fase de queda para, dá para recuperar a densidade perdida. Segundo as profissionais, para quem tem cabelos longos, isso pode demorar até 2 anos.

Como saber se o meu cabelo está caindo mais do que o normal?

Para saber se o seu cabelo está caindo mais do que o normal, não há uma regra universal, mas uma percepção que varia de acordo com cada indivíduo. O sinal de alerta, de acordo com a Dra. Larissa, é quando nota-se uma mudança no padrão de queda. “A gente sabe que todos os dias vai cair mesmo um pouco de cabelo, mas quando você percebe que aquilo mudou, que está caindo mais intensamente, deve procurar um profissional”, indica.

Cuidados com o cabelo

Em casa os cuidados são os de sempre: lavar o cabelo com produtos de qualidade, não dormir com os fios molhados, evitar químicas e manter uma alimentação saudável. “É muito comum a paciente parar de lavar o cabelo ou diminuir a frequência de lavagem porque cai muito cabelo quando lava. Mas é muito importante explicar que isso é errado, porque, quando ela está lavando o cabelo, e ele tá caindo aqueles fios já estavam soltos, eles iam cair independente do que ela fizesse”, alerta Dra. Larissa.

Além disso, Dra. Fabiane recomenda caprichar na hidratação e no uso do leave-in e evitar o uso de ferramentas de calor como secador e chapinha.

Estudos sobre a queda de cabelo depois da covid-19

Apesar de estarmos enfrentando a pandemia há mais de um ano, muitas questões ainda estão sendo esclarecidas sobre o assunto.

No que diz respeito à queda de cabelo, um estudo realizado na Itália investiga a relação da covid-19 com a alopécia areata, que apareceu na barba de um paciente que não tinha pré-disposição genética ou nenhuma outra doença.

Uma pesquisa brasileira, que contou com a análise de 10 pacientes, constatou que todos eles tiveram queda de cabelo depois da covid-19, mas tinham alopécia androgenética pré-existente. Apesar disso, depois que o período de queda passou, todos conseguiram recuperar o crescimento dos fios no couro cabeludo.

Por fim, um estudo de pesquisadores do Centro de Controle e Prevenções de Doenças do Japão, analisou 63 pacientes com um média de idade de 48 anos. Dentre eles, 24.1% relatou ter tido queda de cabelo depois da covid-19 e essa queda começou, em média, 58 dias depois de terem a doença.

Sugestão de produtos

Manter os cabelos fortalecidos e bem cuidados é importante para evitar a quebra e a queda. O shampoo e condicionador TRESemmé Crescimento Máximo têm óleo de rícino e cafeína, que ajudam a deixar os fios fortes.

O shampoo e condicionador Seda Joias do Sertão Cresce Forte também pode ser uma boa escolha para que quer fortalecer o cabelo.

Para os homens, o Shampoo Clear Men Queda Control pode ajudar a tratar o couro cabeludo e estimular o crescimento dos fios.

Próximo