O que fazer para parar a queda de cabelo

Entenda o que provoca a queda de cabelo e descubra os principais tratamentos para combater esse problema que assusta grande parte das mulheres.

A queda de cabelo é um problema que assusta grande parte das mulheres. Se encontrar com recorrência muito mais fios de cabelo na sua escova ou travesseiro do que costumava ver, está na hora de marcar uma consulta com seu dermatologista.

Afinal, esse é o profissional mais indicado para verificar qual é a causa dessa perda anormal de fios. Confira mais sobre o assunto a seguir no nosso guia.

 

Os motivos para queda de cabelo podem ser muitos, especialmente entre as mulheres, como explica o dermatologista Marcelo Bellini, de São Paulo. “Os principais são anemia, carência de ferro, ácido fólico, vitamina D, zinco e cobre, esses últimos estão muito ligados às dietas restritivas ou deficiências nutricionais”.

Além disso, Bellini acrescenta que o problema também pode estar relacionado às alterações da glândula tireoide, como hipotireoidismo ou hipertiroidismo, alterações hormonais ou menstruais, alopecia androgenética (calvície com causa hereditária) e ainda a queda do cabelo pós‐parto ou pós‐amamentação.

“Por último, existem as causas infecciosas, como tumores, medicamentos como antidepressivos, ansiolíticos e quimioterápicos e doenças imunológicas, como o lúpus”, adiciona.

Há ainda a queda de cabelo por quebra, relacionada aos procedimentos químicos, como excesso de alisamentos e colorações. Por isso, vale a pena tomar cuidado com as fontes de calor, como chapinha e secador e dar um tempo entre as tinturas, pois eles podem estar entre os motivos para queda de cabelo ou quebra dos fios.

Como evitar a queda de cabelo?

Há uma série de cuidados que podem ser tomados para evirar a queda de cabelo, mas a verdade é que esse é um problema que pode surgir de múltiplos fatores, que podem ser desde alimentação, fios mal cuidados, herança genética até problemas dermatológicos. Vamos ver alguns cuidados que podem evitar que seu perca a força e caía.

  1. Alimentação balanceada: ingira sempre a quantidade adequada de minerais, proteínas e vitaminas. Elas são importantes para a saúde externa e interna do seu corpo;
  2.  Mantenha o cabelo sempre limpo: fios sujos contribuem para proliferação de bactérias que podem afetar a saúde do seu couro cabeludo;
  3. Cuidado na hora da escovar: se você tem o costume de escovar o cabelo, faça com cuidado e prefira escovas que tenham protetores na pontas para não agredir a raiz e nem o couro cabeludo;
  4. Álcool e tabaco: O consumo de álcool e o tabagismo também afetam a saúde dos fios, evite tais hábitos;
  5. Atenção com a chapinha: Não passe chapinha com cabelo sujo e use sempre protetor térmico;
  6. Fontes de calor: Evite lavar o cabelo com água muito quente, e como dito anteriormente, use protetor térmico para passar chapinha e secador;
  7. Fios e couro cabeludo molhado: Se abusar do calor para secar o cabelo é ruim, prender eles molhados também é péssimo! Isso porque o ambiente úmido é propício para proliferação de fungos e pode provocar descamação (caspa);
  8. Cuide do seu couro cabeludo: Atenção para manchas vermelhas, descamação excessiva e edema. Surgindo esse ou outros problemas, procure atendimento especializado por um profissional de saúde e nunca busque soluções caseiras;
  9. Origem química ou medicamentosa: Existem remédios e químicas aplicadas nos fios que podem fazer os cabelos caírem. Fique atenta aos efeitos colateiras dos medicamentos e informe ao seu médico caso isso esteja acontecendo;
  10. Alterações hormonais: Alterações hormonais de qualquer origem também podem levar à queda de cabelo. Procure um médico especialista e faça uma consulta para descartar esse problema;
  11. Origem genética: A herança genética também pode ter um papel importante na queda de cabelo. Mas o que fazer para diminuir a queda de cabelo nesses casos?  Existem medicamentos e tratamentos que podem ajudar, para saber o ideal para você, consulte um médico dermatologista.

Como tratar queda de cabelo?

O médico dermatologista é o único profissional que saberá detectar adequadamente a causa da queda anormal de seus fios.

Durante a consulta, além da avaliação clínica, o especialista também fará um teste para avaliar a quantidade de fios que está caindo, recomendando exames laboratoriais para descartar carências e alterações hormonais.

“Se detectarmos qualquer carência, são prescritos nutrientes polivitamínicos ricos em silício orgânico, aminoácidos e vitaminas. Já nos casos de alterações hormonais, indicamos o uso de anticoncepcionais ou bloqueadores da ação dos hormônios”, esclarece o dermatologista Marcelo Bellini.

Tratamentos médicos para queda de cabelo:

Loções à base da substância minoxidil e fatores de crescimento

São poderosos aliados, já que ajudam a reduzir a queda e estimulam o crescimento dos fios.

Sessões de LED

A aplicação do laser infravermelho estimula a nutrição e a circulação e, se seguido de luz vermelha, reduz a queda.

Microagulhamento

Estimula o crescimento dos fios, já que há a aplicação de diversos nutrientes que irão penetrar pelos microcanais feitos no couro cabeludo.

Mesoterapia capilar

Com seringas muito finas, são aplicadas ampolas contendo substâncias que estimulam crescimento e fortalecem os fios.

Produtos antiqueda

Vários fatores podem ocasionar a perda de cabelo, como resíduos acumulados, irritações, coceiras ou caspa no couro cabeludo. Utilizar produtos feitos para combater o problema é uma alternativa que pode te ajudar. O Shampoo Clear Queda Defense combate até 95% da queda dos fios e o Condicionador TRESemmé Reconstrução e Força ajuda no fortalecimento dos fios. Vale testar a combinação desses dois produtos, que juntos combatem melhor a queda de cabelo. Finalize a etapa de cuidados com Creme Para Pentear Dove Reconstrução Completa, que leva queratina na fórmula.

Dúvidas frequentes sobre queda de cabelo

Você já deve ter tido alguma dúvida ou lido muito coisa por aí sobre a queda capilar, que ela é algo natural, que pode estar ligada à alguma doença. Bem vamos esclarecer um pouco mais sobre isso? Confira a seguir e avalie se o seu cabelo está caindo muito ou não.

Quantos fios de cabelo caem por dia em média?

Se você perde de 50 a 100 fios por dia, pode ficar tranquila que está longe de perder todas as madeixas, tampouco está com alguma doença grave. Essa é uma estimativa normal da quantidade de fios que perdemos diariamente de forma natural e não é considerada uma queda intensa.

É normal cair cabelo ao pentear ou lavar?

Se você perde de 100 a 50 fios por dia, é claro que uma hora eles vão acabar caindo de alguma forma e não necessariamente será na hora que lavar ou pentear, o que acontece é que com essas atividades os fios são alongados, esticados, lavados e os que não estão presos pelas raízes ao couro cabeludo se soltam.

Qual a diferença entre queda e quebra de cabelo?

A queda de cabelo é um processo muito mais profundo, que está ligado diretamente às raízes do cabelo, ou seja os fios se soltam por completo do couro cabeludo.

Já a quebra é um problema que parte os fios no meio, mas eles continuam presos pelas raízes. Em ambos os casos, é interessante procurar atendimento de um especialista, mas a quebra, geralmente é o menos grave entre os problemas capilares.

Estresse causa queda de cabelo?

Há problemas de saúde psíquicos, como ansiedade e estresse que afetam os fios e podem causar queda excessiva de cabelo. Portanto, cabeça fria e procure um profissional de saúde especializado para avaliar o seu caso, se estiver relacionado à essa situação.

Qual médico procurar para queda de cabelo

Como esse é um problema que pode ser multifatorial, talvez seja preciso consultar mais de um especialista para resolver o seu caso. Mas geralmente, se começa pelo médico dermatologista que pode pedir exames e até mesmo te encaminhar para um endocrinologista e nutricionista.

Evitando a queda de cabelo em casa

Não basta fazer os tratamentos no consultório e descuidar do cabelo em casa. No dia a dia, atitudes como sempre tomar banho com água morna, não exagerar no uso do shampoo e aplicar condicionadores, cremes de tratamento e leave‐in somente da metade do comprimento para as pontas (bem longe do couro cabeludo) ajudam a preservar os fios. “Além disso, ao usar o secador, evite que o couro cabeludo fique quente. Procure usá‐lo afastado ou com difusor. Cheque também com seu cabeleireiro as marcas e produtos utilizados a fim de ter certeza de que elas são confiáveis. Manter uma boa alimentação – contendo de proteínas, frutas, legumes e alimentos integrais – também é essencial para a saúde dos cabelos”, complementa o dermatologista Marcelo Bellini.

Próximo