Os fios estão ralos? Entenda já como fazer o cabelo crescer

All Things Hair | 26 abril 2016

Desvende as principais causas da diminuição de ritmo do crescimento dos fios e os tratamentos mais indicados para fazer eles voltarem a crescer.

Se seu cabelo anda sem o peso de antigamente e você sempre encontra uma quantidade anormal de fios soltos no banho, no travesseiro ou na sua escova de cabelo, atenção! Você pode estar sofrendo de queda de cabelo. Muito mais comum nos homens, esse problema também pode afetar as mulheres. E as causas são diversas: vão desde o modo apertado de prender um coque ou rabo de cavalo até doenças que geram calvície, como o lúpus, por exemplo. Entender as razões da queda de cabelo é o primeiro passo para se descobrir como fazer o cabelo crescer.

Quando se trata de problemas com os fios, o dermatologista é o profissional mais apropriado para tirar suas dúvidas e recomendar o tratamento mais adequado para cada caso. Aqui, quem explica as diferentes causas da queda de cabelo e indica os melhores tratamentos é a dermatologista Livia Pino, do Rio de Janeiro. Confira!

Afinal, como fazer o cabelo crescer?

As causas da queda de cabelo costumam se confundir ou ser potencializadas por uma questão natural: o passar do tempo! “Para começar, é preciso ter ciência de que, à medida que envelhecemos, a taxa de crescimento capilar decresce. Os fios de cabelo ficam menores, com menos pigmento e o cabelo se torna mais fino”, esclarece Livia. Além da questão da idade, a queda de cabelo pode ser ocasionada por fatores como falta de vitaminas, como ferro e zinco, por dietas radicais que produzem carências nutricionais, por estresse – já que alterações no cortisol (hormônio ligado ao estresse) podem causar perda de cabelo –, por doenças que afetam o couro cabeludo, como lúpus e líquen plano, e também pela própria genética, especialmente quando se vê a perda de fios desde a adolescência.

Nas mulheres, a queda de cabelo também pode ser provocada ou agravada por alterações hormonais, entre elas problemas na tireoide e síndrome do ovário policístico. Os níveis de alguns hormônios, como progesterona, estrógeno e hormônio do crescimento, diminuem a partir dos 30 anos. “Além disso, o hormônio do crescimento está ligado ao hábito de vida. Desta forma, sedentarismo, tabagismo e alimentação não-balanceada podem contribuir para a queda de cabelo”, acrescenta Livia. Segunda ela, a gravidez também é um momento complicado para os cabelos. “Os fios ficam mais grossos devido aos altos níveis de hormônio. Mas depois que o bebê nasce, eles voltam ao normal e esses fios caem. Essa queda pode durar até 2 anos”, alerta a dermatologista.

As causas de queda de cabelo nas mulheres ainda podem estar relacionadas a seus cuidados diários com as mechas. A utilização de produtos cosméticos inadequados, bem como o excesso de alisamentos químicos, pode contribuir para o fato de não fazer o cabelo crescer. Até mesmo prender o cabelo muito forte pode arrebentar os fios próximos à raiz. “Além disso, lavar o cabelo poucas vezes na semana aumenta a oleosidade no couro cabeludo e deixa restos de cosméticos nos fios, facilitando mais uma vez perda anormal de cabelo”, completa Livia.

mulher com cabelo grande loiro
Cuide do seu cabelo para que ele cresça saudável e forte

Dicas de como fazer o cabelo crescer

Para fazer seu cabelo crescer forte e bonito novamente, é preciso ter paciência, já que qualquer tratamento para queda de cabelo tem uma resposta lenta. “Para vermos resultados precisamos de cerca de três meses de tratamento”, enfatiza a especialista do Rio de Janeiro.

De uma maneira geral, alguns tônicos e shampoos podem ser prescritos pelo dermatologista para o controle da queda e estímulo do crescimento dos fios. Contudo, se a causa for hormonal ou nutricional, são indicados nutrientes polivitamínicos ricos em silício orgânico, aminoácidos e vitaminas e o uso de anticoncepcionais ou bloqueadores da ação dos hormônios, respectivamente. O estresse também deve ser controlado e atividades relaxantes como ioga, pilates e até massagem capilar ajudam e muito!

No consultório, tratamentos com uso de LED e lasers de baixa frequência integram o arsenal para o controle da queda capilar e devem ser indicados e realizados por profissionais capacitados. “Também está muito na moda um tratamento mais antigo, o Roller com Drug Delivery. Ele consiste na aplicação de laser fracionado ou no uso de um aparelho com microagulhas: ambos fazem microfuros invisíveis no couro cabeludo seguidos da aplicação de algumas medicações”, explica a dermatologista. Segundo a médica, essas aplicações podem ser semanais ou quinzenais e ajudam bastante no tratamento.

Dicas de produtos

Se você tem alisamentos químicos no cabelo, procure usar produtos indicados para esse tipo de cabelo, geralmente com queratina na fórmula, proteína que ajuda a tornar o cabelo mais forte. Algumas boas opções são Shampoo TRESemmé Keratin SmoothCondicionador Seda Restauração InstantâneaCreme de tratamento Dove Recuperação Extrema.