Cabelo caindo muito? Conheça 10 causas e o que fazer!

Com a ajuda de especialistas, descobrimos as 10 principais causas da queda de cabelo excessiva e as melhores dicas para lidar com o problema. Confira!

Quando vemos o cabelo caindo muito, pode ser preocupante, já que o nosso corpo sempre dá sinal de que algo não está bem, não é mesmo? Mas como lidar com a queda de cabelo excessiva? Temos dicas de especialistas para te ajudar!

Você percebeu uma queda de cabelo intensa e quer saber o que pode ser ou se deve se preocupar? Antes de combater o problema, é muito importante entender as causas que fazem o cabelo cair, o que pode acontecer devido a vários fatores.

Para te ajudar a entender o que causa queda de cabelo e como evitá-la, consultamos a dermatologista Joana Darc Diniz e a hairstylist Vera de Oliveira. Confira!

As principais causas da queda de cabelo excessiva

Os motivos que fazem o cabelo cair muito mais do que é considerado normal são variados. Seja por uma carência nutricional, por motivos hormonais ou pelo estresse do dia a dia, as potenciais razões são muitas! Conheça as principais causas da queda de cabelo feminino brusca:

1. Alimentação pobre em vitaminas e nutrientes

Não é novidade que o nosso organismo precisa de uma série de nutrientes para funcionar perfeitamente. E, ao se alimentar de forma errada, pode haver uma carência de substâncias responsáveis pela saúde e força dos cabelos.

Aposte numa dieta equilibrada e variada para uma melhora da saúde em geral e, por consequência, para ter fios mais fortes e resistentes! “A alimentação deve ser balanceada, rica em vitaminas e minerais, para evitar a baixa imunidade.” – aconselha a Dra. Joana.

2. Estresse e ansiedade

Sim. O seu emocional também interfere na saúde capilar! Por isso, procure identificar os gatilhos para as crises de estresse e ansiedade e procure tratá-los. Terapia, prática de esportes, meditação e momentos de lazer estão entre as atividades que fazem total diferença nessa qualidade de vida e bem-estar.

Outros fatores também podem ter ligação com a queda de cabelos, como alterações hormonais (como a gravidez), uso de medicamentos, anemia, problemas na tireoide, entre outros. Por isso, ao perceber o cabelo caindo em excesso, procure o seu dermatologista!

3. Menopausa

De acordo com um artigo da Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde, quando a mulher está passando pela menopausa – fase também conhecida como climatério – é possível que sinta diferenças na pele e no cabelo.

Com a diminuição progressiva dos hormônios femininos, é possível que a mulher sinta “alterações na pele, que perde o vigor, nos cabelos e nas unhas, que ficam mais finos e quebradiços.”

Veja também: O cabelo na menopausa muda? Descubra o que acontece com os fios!

Mulher preocupada com o cabelo caindo muito
Foto: Pexels

4. Anticoncepcional

Parou de tomar anticoncepcional e seu cabelo está caindo muito? A relação da pílula com a queda de cabelo é mais intensa quando ocorre a interrupção do uso, mas também acontece no início. Após parar de tomar o anticoncepcional, é provável que a mulher veja uma queda excessiva de cabelo.

Isso ocorre principalmente cerca de 3 meses após a interrupção, mas pode se antecipar ou se estender por mais tempo. O importante é saber que vai passar! Pode parecer assustador no começo, mas esse efeito hormonal da queda de cabelo brusca é apenas temporário.

“Em algumas situações a interrupção do anticoncepcional traz efeitos como a queda por períodos curtos. Após essa etapa do ciclo, em média uma duração de três a seis meses, tudo volta ao normal. Mas se persistir e ocorrer uma forte perda capilar é recomendado consulta com um médico tricologista para diagnosticar o quadro.” – explica a médica.

Vale também dizer que durante o uso contínuo da pílula, a tendência é que o cabelo fique menos quebradiço e propenso à queda, além de menos oleoso.

5. Excesso de química

Você faz procedimentos químicos com muita frequência? “Não há cabelo que aguente o excesso de descoloração, tintura, alisamentos, escovas progressivas e tantos procedimentos. O resultado disso é o enfraquecimento e queda”, explica Vera.

Já a Dra. Joana reforça que “é recomendado reduzir o excesso de químicas, como as de redução (relaxamentos, escovas químicas, alisamentos), que podem desenvolver algum processo alérgico, por contato ou por queimadura no couro cabeludo.”

Por isso, seus fios também precisam de uma hidratação semanal. Indicamos a nova Máscara de Tratamento Intensivo TRESemmé Reconstrução e Força, que reduz 99% da quebra dos fios desde o primeiro uso, deixando seus cabelos mais fortes e resistentes.

6. Caspa

É fato: a caspa pode causar queda de cabelo severa. Além de uma maior oleosidade na raiz, a dermatite seborreica também pode fazer o cabelo cair. Além da caspa, existem outras doenças do couro cabeludo que também podem ter esse efeito.

Consultamos novamente a Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde, que alerta para o fato de que uma “possível perda de cabelo” está entre os principais sintomas da caspa. Todo cuidado é pouco!

Dica de produto: Aposte em shampoos como o Shampoo Clear Antibac na hora de lavar os fios. Além de limpar as madeixas de forma eficiente – eliminando 99% das bactérias e a caspa – o produto não deixa de hidratar os fios.

7. Uso de medicamentos

O uso de medicamentos pode causar queda de cabelo excessiva, especialmente quando se trata de remédios de carga hormonal elevada – como a pílula anticoncepcional, por exemplo.

Mas existem outras medicações que também podem fazer o cabelo cair, por isso, é importante ficar atento às contraindicações que constam na bula. Mas, principalmente, é fundamental consultar o seu médico de confiança sobre os efeitos colaterais que o medicamento pode causar.

8. Gravidez

Durante a gravidez, também é possível que ocorra queda de cabelo em excesso. Como se trata de uma fase de grandes alterações hormonais, como já sabemos, os efeitos na pele e no cabelo são comuns e variados. Porém, no caso das mulheres grávidas, o mais frequente é que o cabelo fique mais bonito e aparente estar mais “grosso”, saudável e volumoso.

“No pós-parto é frequente o surgimento gradual da queda dos fios. Isso pode acontecer ou se intensificar até mesmo por causa do estresse provocado pela mudança brusca de vida. É importante salientar que a amamentação não exerce nenhuma piora na queda de cabelo na fase pós-gestação.” – avisa a médica.

“Para mulheres que nunca apresentaram problemas capilares antes da gestação, não há necessidade de preocupação, pois essa fase vai passar.” – reforça. Em caso de dúvida, consulte sempre o seu ginecologista ou obstetra para entender se a queda de cabelo durante a gestação é ou não preocupante.

Você pode se interessar por: Dicas sobre a rotina de cuidados com o cabelo na gravidez

9. Covid-19

A queda de cabelo severa como sequela da covid-19 é real! Muitas pessoas relatam que o cabelo começou a cair muito depois de contrair e se recuperar da doença.

Também conhecido como eflúvio telógeno, esse tem se manifestado como um dos sintomas mais comuns da chamada covid-19 persistente, ou covid longa – e costuma surgir 3 meses depois. A baixa imunidade e o “uso de medicamentos para tratamento do quadro de infecção também  podem desencadear a queda.” – afirma a dermatologista.

Quer saber mais sobre o assunto? Veja nosso artigo completo sobre queda de cabelo pós covid-19.

10. Água quente

Um banho quentinho é uma delícia, né? Mas não para os seus fios! A água quente causa ressecamento e pode resultar em queda. “Tente, pelo menos, uma temperatura morna, para reduzir os danos”, indica Vera.

O que fazer quando o cabelo está caindo muito?

Um dos tratamentos que o médico dermatologista pode indicar para a queda de cabelo excessiva é o uso de uma loção capilar. Ela ajuda a revitalizar o couro cabeludo, reduzir a queda e estimular o crescimento dos fios.

A Sociedade Brasileira de Dermatologia afirma que, entre as opções de tratamento “estão os medicamentos tópicos, como soluções de minoxidil e 17 alfa estradiol e orais”.

Também há outros tratamentos, como aplicação de laser infravermelho, microagulhamento (aplicação de substâncias no couro cabeludo), Mesoterapia capilar (que é o uso de seringas muito finas, com substâncias que estimulam crescimento e fortalecimento dos fios).

Aviso importante: qualquer tratamento deve ser feito com o aconselhamento profissional. Você pode consultar um médico dermatologista especializado em queda de cabelo ou um tricologista, por exemplo. Apenas um especialista está apto a receitar a melhor solução para as causas do seu cabelo caindo excessivamente.

É normal passar a mão no cabelo e ele cair?

Sim! É super normal que uma pessoa adulta perca entre 50 e 100 fios de cabelo por dia. Isso ocorre simplesmente porque a renovação capilar é constante. Ou seja, na mesma medida em que estão sempre nascendo novos fios, os cabelos mais velhos também são eliminados do couro cabeludo.

Em que momento a queda de cabelo intensa começa a ser preocupante?

A queda de cabelo considerada normal é uma queda sutil, sazonal e quase imperceptível – não de uma queda de cabelo brusca e intensa! Quando você percebe que seu cabelo está caindo muito, em tufos, já começa a ser motivo de preocupação. Nesse caso, é melhor consultar um médico para entender as causas e os melhores tratamentos.

Dicas para evitar a queda de cabelo

Além de uma alimentação saudável, evitar água quente, assim como o uso de produtos que prejudiquem os fios, como citamos acima, outros cuidados devem fazer parte da sua rotina como forma de parar e evitar a queda, como lembra a hairstylist:

  • Não exagerar no uso do shampoo e aplicar condicionadores, cremes de tratamento e leave‐in; somente da metade do comprimento para as pontas;
  • Usar o secador em temperaturas médias e não deixá-lo próximo ao couro cabeludo;
  • Investir em produtos próprios para os seus fios e que ajudem nessa prevenção.

Saiba mais: Queda capilar: o jeito certo de lavar o cabelo

Sugestão de produtos

Para ter cabelos fortes e menos propensos à queda, aposte numa rotina de cuidados desde o momento da lavagem. Escolha produtos que contribuam para o fortalecimento dos fios, como o shampoo e condicionador Seda Joias do Sertão Cresce Forte – que têm azeite de mamona e colaboram para acelerar o processo de renovação do cabelo.

Para complementar, que tal experimentar produtos como o Tônico Reequilibrante Love Beauty and Planet Crescimento Saudável – que fornece nutrientes para seu cabelo crescer saudável, como vitamina B3 (niacinamida), que atua no fortalecimento dos fios e ajuda a prevenir a queda de cabelo, além da glicerina, que atua na hidratação? Experimente!

Fontes consultadas:

  • Dra. Joana Darc Diniz — dermatologista e tricologista, diretora cientifica da Sociedade Brasileira de Medicina Estética (RJ) e da Sociedade Brasileira do Cabelo (RJ)
  • Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde
  • Site da Sociedade Brasileira de Dermatologia
  • Vera de Oliveira – Hairstylist
Artigo anterior
Artigo seguinte
Decoration image
Decoration image