Cabelo crespo tipo 5: descubra como cuidar, da lavagem à finalização

A tabela de curvatura dos fios que estamos familiarizadas costuma ir até 4C, mas essa não é a última classificação! Saiba tudo sobre o cabelo tipo 5

Popular principalmente entre cacheadas e crespas, a tabela de curvatura é uma ferramenta poderosa para conhecer as necessidades de cada tipo de cabelo. Em sua versão padrão, os fios são classificados em categorias que vão do tipo 1 (liso) ao 4 (crespo), com subcategorias a, b e c dentro de cada uma delas. Mas o que nem todo mundo sabe é que, após o 4C – a última classificação dessa tabela – existe o cabelo tipo 5, que possui uma curvatura rara que abordaremos nesta matéria. Vem com a gente!

O cabelo tipo 5 é chamado de “crespíssimo” e sua principal característica é não formar cachos. Isso acontece independentemente se você usa algum produto para definição ou se os fios estão secos ou molhados.

Segundo Joana D’Arc Diniz, diretora da Sociedade Brasileira do Cabelo (RJ), o cabelo 5 também é bastante volumoso e mais opaco e ressecado que os demais tipos de cabelo crespo. “Essa categoria é considerada raríssima no Brasil: apenas 2% das mulheres tem o cabelo tipo 5”, afirma a especialista.

E qual é a diferença entre o cabelo 4C e o 5, afinal? Explicamos: no primeiro tipo, a formação de cachos não é tarefa fácil, mas, ainda assim, é possível devido à sua curvatura.

Já o crespo tipo 5 não consegue atingir uma definição por completo, uma vez que a ondulação é ainda mais curta e pouco espaçada – imagine uma mola muito fininha. Com isso, a curva dos caracóis fica praticamente imperceptível.

Como saber se meu cabelo é crespo tipo 5?

Lembre-se: os cachos do cabelo tipo 5 não ficam definidos. “Se você recorre à técnicas e produtos para definição e mesmo assim percebe que suas madeixas não formam cachos de jeito nenhum, há chances de fazerem parte dessa categoria”, enfatiza Joana D’Arc.

E, se ainda restarem dúvidas, sempre vale conversar com seu cabeleireiro de confiança para entender melhor as particularidades dos seus fios.

Como cuidar do cabelo tipo 5?

Por serem naturalmente secos e quebrarem com mais facilidade, é essencial adotar cuidados especiais no dia a dia para esse tipo de cabelo.

Lavagem

Deve ser feita de duas a três vezes por semana, no máximo. “É o suficiente para manter o cabelo crespo tipo 5 limpo”, afirma Joana D’Arc. Além disso, evite deixar o xampu em contato com os fios por muito tempo, já que isso pode piorar seu ressecamento.

Por isso, a dica é concentrá-lo bem na raiz, massagear o couro cabeludo com os dedos e, quando for enxaguá-lo, deixe o produto escorrer pelos fios. Todo o processo de lavagem não deve durar mais que três minutos.

Temperatura da água

Evite ao máximo, mesmo no inverno, tomar banho com água quente, que também pode estimular a desidratação do cabelo tipo 5. O ideal é que a temperatura seja entre morna e fria.

Modelo com cabelo crespo tipo 5 e comprimento curto
Nada de lavar os fios com aquela água pelaaando!

Cuidado na hora de pentear

Só desembarace o cabelo quando estiver bem molhado e após o uso do condicionador ou máscara capilar, momento em que os fios estão mais maleáveis e com as cutículas fechadas. O truque para essa tarefa é dividir a cabeleira em partes, garantindo que nenhuma mecha seja esquecida. Descubra qual é o melhor pente ou escova para cabelos crespos ou, melhor ainda, penteie com os dedos. Mas, atenção: penteá-los quando estão secos é um erro e tanto, já que pode resultar na quebra dos fios.

Umectação

Como qualquer cabelo crespo, não descuide da nutrição capilar. A umectação é uma forte aliada nesse sentido: sua função é devolver a oleosidade dos fios, combater o ressecamento, evitar quebra e amenizar o frizz.

“Para isso, use máscaras com óleo vegetal. Pode ser antes da lavagem, como um pré-tratamento, ou deixe-a agir enquanto você dorme para um resultado ainda mais potente”, indica Joana D’Arc. Garantia de fios brilhosos e macios!

Próximo

Cronograma capilar

A umectação é sinônimo de nutrição, mas o cabelo tipo 5 também precisa de hidratação e até mesmo reconstrução. Para atender essas necessidades, nada melhor do que seguir um cronograma capilar, que intercala essas três etapas com o uso de produtos específicos. Veja como fazer em casa clicando aqui.

Na hora de dormir

Durma com os cabelos levemente presos para evitar a fricção dos fios com o travesseiro, que causa o frizz. Com isso, você também evita o atrito que causa quebra e nós no comprimento. Para isso, vale escolher fronhas com tecidos macios como seda, que evita o temido bad hair day no dia seguinte.

Day after

O cabelo não acordou como você gostaria mesmo com a dica anterior? Experimente usar um spray revitalizador como o Seda Boom Day After, que nutre, reduz o frizz e dá brilho aos fios graças aos óleos de argan, coco e amêndoa presentes na fórmula.

Proteção contra o sol

Por conta de sua fragilidade, os cabelos crespos são mais vulneráveis às agressões causadas por agentes externos. O uso do filtro solar capilar, portanto, deve fazer parte da rotina das donas do cabelo tipo 5. “Como o produto é aplicado de maneira similar a um finalizador, acaba tendo dupla função: protege os fios dos raios solares que desidratam e também ajuda a uniformizar as cutículas, padronizando o aspecto dos cabelos quebrados”, comenta Joana D’Arc.

Finalização

Não é porque o cabelo tipo 5 não forma cachos que sua finalização não pode ser incrível! Esses fios são superestilosos e, para destacá-los ainda mais, aposte em penteados, acessórios ou crie uma texturização capilar o mais natural possível (veja 5 acessórios para texturizar cabelos crespos). Usá-los soltos também é uma ótima ideia para valorizar suas características. Quando terminar seu penteado, vale aplicar um finalizador nas pontas para ter cutículas mais uniformes e fios hidratados.

Sugestão de produtos

O shampoo e condicionador Seda Keraforce são formulados com queratina e óleo de argan, formando a dupla perfeita para hidratar profundamente e aumentar a resistência do cabelo crespo. Já o creme de pentear da mesma linha deixa os fios macios e perfumados com frutas vivazes, florais e uma nota entre o açúcar caramelizado e a amêndoa.