Em busca da máscara capilar perfeita

Amanda Miquelino | 12 junho 2016

Procurando uma máscara capilar perfeita para tratar seus fios? Conheça a diferença entre os principais tipos e descubra quais ativos podem te ajudar.

Escolher uma máscara capilar não se resume a pesquisar marcas e preços. Na verdade, muito além disso, você deve levar em consideração seu tipo de cabelo, o estado dos seus fios, o efeito desejado e a periodicidade que irá realizar o tratamento. Quer saber como fazer essa escolha? Veja as dicas e aprenda o que buscar para conseguir a máscara perfeita para o seu caso.

A escolha da máscara capilar ideal

Apesar de todos levarem o nome de máscara de tratamento, existem diversos cosméticos com diferentes funções e finalidades. A escolha do produto ideal para você depende do seu objetivo, do seu tipo de fio e do estado em que eles se encontram. Esses fatores irão influenciar ainda a maneira de aplicar e a frequência do uso. De forma geral, o ideal é ter três tipos de máscara capilar, uma hidrante, uma nutritiva e uma de reconstrução.

Hidratação

Esse é o tratamento mais importante, que deve ser realizado em todos os tipos de fio ao menos uma vez ao mês nos mais oleosos e a cada quinze dias nos secos. Como o próprio nome sugere, o objetivo nesse caso é manter a água existente na fibra capilar. Pode ser feito em casa ou no salão e até mais de uma vez na semana. Basta aplicar um creme ou uma máscara específica, contendo alguns princípios ativos hidratantes, como o ceramidas ou aloe vera.

Dica de produto: Creme de Tratamento Ceramidas, de Seda, com ceramidas na fórmula.

Nutrição

Essa técnica também é ideal para quem tem fios com tendência ao ressecamento, já que além de devolver nutrientes ao fio também ajuda a manter a hidratação nele. Feita com máscara que contém óleos em grande quantidade, evita o desgaste, já que ajuda a repor a parte externa do fio que é formada por gorduras. Também pode ser feita em casa ou no salão, com alta frequência, sempre que o cabelo estiver indisciplinado e com excesso de frizz.

Dica de produto: Creme de Tratamento Recuperação Extrema, de Dove.

Reconstrução

Esse tratamento não deve ser feito com a mesma frequência que os anteriores, embora seja igualmente importante. Usar uma máscara capilar reconstrutora é excelente para quem está com os cabelos altamente danificados, elásticos e quebradiços, mas o excesso desse produto deve ser evitado. Isso porque esses cosméticos contêm proteínas e aminoácidos que ajudam a repor a massa da fibra capilar perdida ao longo do tempo, especialmente por causa de processos químicos, do calor do secador ou mesmo da poluição.

O ativo mais encontrado nesse tipo de cosmético é a queratina, porém outras proteínas podem estar presentes. O indicado é que o procedimento seja feito no salão ou, ao menos orientado por um profissional, já que o excesso de reconstrução pode deixar os fios mais duros e causar a quebra do cabeloNão se esqueça de optar sempre por cosméticos indicados para o seu tipo de cabelo, seja ele liso, ondulado, cacheado ou crespo e leve em consideração ainda o estado dos seu cabelo e a indicação do profissional de sua confiança.

Dica de produto: Creme De Tratamento Keratin Smooth, de TRESemmé, com queratina na fórmula.

Insira um @ no email informado
Você agora está inscrito na newsletter de All Things Hair.