Tudo o que você precisa aprender sobre pH do shampoo

Se você sempre teve dúvidas sobre pH do shampoo, mas nunca teve ninguém para responder, essa é sua chance de solucionar as interrogações a respeito.

Curioso para entender como saber o pH do shampoo? A gente já te adianta que uma das opções é lendo o rótulo do produto para checar se há essa informação. Outra opção é por meio de uma reação química com uma fita específica. Mas a gente te conta tudo na matéria. Continue lendo.

 

Segundo o dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, José Carlos Greco, o ideal de pH do shampoo é aquele que se mantém no neutro, ou próximo ao pH fisiológico que é de 7,4. Medida ideal para o produto conseguir abrir as escamas do fio e promover a limpeza. O pH balanceado é aquele que utiliza-se substâncias específicas com o intuito de manter o pH do shampoo neutro.

Para entender melhor: a sigla pH é a abreviação de “potencial hidrogeniônico”. Esse tipo de índice indica a acidez, neutralidade ou alcalinidade de um meio qualquer e  vai de zero a 14. Quanto mais próximo de zero, maior a acidez e quanto mais próximo de 14, maior a alcalinidade. O pH 7,0 é uma faixa de neutralidade, não sendo nem ácido, nem alcalino.

Em se tratando de shampoo, não é o pH que age na fibra capilar e no couro cabeludo, mas sim as substâncias químicas contidas na fórmula do produto. Ou seja, é a medida da intensidade e concentração das substâncias dessa solução que irá tornar o pH do shampoo mais ácido ou mais alcalino.

“Se o pH for alcalino ou ácido, ele irá interferir no metabolismo nutricional normal dos cabelos. Por exemplo, o PH alcalino ou ácido libera radicais livres. Eles reagem quimicamente com os componentes fisiológicos de realização o ciclo de vida dos cabelos”, explica.

O dermatologista afirma ainda que a substância detergente, utilizada na formulação para se fazer o shampoo, é que deixa o produto alcalino. Um bom shampoo sempre possui um agente acidificante para neutralizar esta alcalinidade.

Próximo

Como saber o pH do shampoo?

A única forma de saber o pH do shampoo e de qualquer outro cosmético é fazer o teste com o auxílio de fitas medidoras específicas, que você pode comprar em distribuidoras de produtos químicos e até, veja só, em lojas especializadas em produtos para piscinas. Também é possível achar algumas informações sobre o pH do shampoo lendo a fórmula, localizada no verso do produto.

A dica é: se você encontrar ácido cítrico escrito por lá, pode apostar que há grandes chances do pH do shampoo ser neutro. O ideal é que o condicionador a ser usado seja levemente ácido, de forma a neutralizar as cargas estáticas dos fios.

Shampoo com pH baixo serve para que?

O shampoo com pH baixo, ou seja, menos do que 7, vai abrir mais a cutícula dos fios e permitir que produtos que tratem os cabelos, como máscaras e condicionadores, penetrem mais profundamente e com mais facilidade.

pH do shampoo e qualidade da água

A qualidade da água que você usa para lavar os cabelos também é um ponto a ser levado em consideração, pois pode alterar o resultado final do pH do cabelo. Existem cidades com águas de teor de cálcio muito elevado. Isto prejudica a saúde e a integridade dos fios.

Mas será que a água da sua casa é a ideal? Para discutirmos melhor este tema, precisaríamos entrar em detalhes de química e bioquímica, além da fisiologia capilar. O dr. José Carlos Greco defende que o ideal é utilizar águas totalmente deionizadas (sem íons). “Apesar de ser uma das formas ideais para o pH da água não intervir no pH capilar, isso tornaria o processo de lavagem dos cabelos muito caro”, afirma.

Sugestão de produtos

Quer fortalecer os fios? Então a nossa dica é investir no shampoo e condicionador TRESemmé Crescimento Máximo. Para completar, use também o Creme de Pentear TRESemmé Antiquebra. Você pode usar o produto nos fios úmidos, logo depois de tomar banho. Ele vai ajudar a proteger e hidratar o cabelo.

Próximo