Intestino e queda de cabelo: saiba a relação entre eles

Saiba se há relação entre intestino e queda de cabelo e como a alimentação pode influenciar na saúde e qualidade dos seus fios.

Aposto que talvez você nem imaginava que o andamento do seu intestino pode ter relação direta com a saúde do seu cabelo. Acontece que é quase impossível não associar intestino e queda de cabelo. A boa qualidade dos fios também é um reflexo de como nosso corpo está funcionando ou sofrendo: por ser um anexo, o cabelo sofre os primeiros alertas. No caso de estarmos ficando doentes, o corpo garante o abastecimento aos órgãos principais e deixa de lado as unhas e cabelos. Para saber mais sobre esse assunto intrigante, All Things Hair Brasil consultou o dermatologista José Carlos Greco.

Intestino e queda de cabelo 

Desequilíbrio

Segundo o médico, os cabelos necessitam estar nutridos para seu metabolismo normal. “Qualquer patologia crônica ou aguda que interfiram na absorção destes elementos vitais podem provocar fenômenos de desequilíbrio nutricional capilar levando à queda dos fios. A absorção das proteínas ocorrem no intestino delgado. O trânsito saudável dos intestinos promovem a absorção adequada e ideal desses nutrientes”, explica.

Disbiose

A disbiose é um desequilíbrio da microbiota do intestino, que reduz a capacidade de absorção dos nutrientes perdendo a eficiência da digestão e diminuindo drasticamente a capacidade de selecionar o que entra. Sendo assim, entra qualquer tipo de toxina, microorganismo e proteínas mal digeridas.

Geralmente, provoca sintomas gastrointestinais, mas pode vir silenciosa, trazendo sinais alérgicos, imunidade baixa, inflamação crônica, problemas emocionais, ganho de peso, desordens dermatológicos e a queda de cabelo! Sim, a maioria das doenças auto-imunes tem como sintoma a queda dos fios.

Reeducação alimentar

A melhora do quadro pode ser feita através de uma reeducação alimentar bem orientada junto de uma prescrição individualizada de compostos. Quando não tratada, as toxinas dos microorganismos migram para o sangue, podendo causar  uma pane imunológica no organismo. Nesses casos, a queda de cabelo só evolui. Consulte sempre um nutricionista funcional junto de especialistas médicos, para ajudar no processo.

Dietas Radicais

Dietas muito restritivas ou uma alimentação pobre de nutrientes fazem o seu organismo dirigir a energia para funções essenciais  de funcionamento do corpo. Essa energia vai para o seu cérebro e coração e não para os cabelos. Duvida? Pois saiba que um dos principais sintomas físicos de transtornos alimentares justamente a manifestação de grave queda de cabelos. Prefira uma dieta saudável, com muita proteína magra, como as presentes no peixe, frango, lentilhas e feijão. Proteína é o ingrediente essencial de seu cabelo. 

Água e hidratação 

De acordo com dermatologista, a melhor maneira de hidratação corporal e que também “ajuda no bom funcionamento do intestino ainda é feita por via oral. O ideal é ingerir pelo menos 2 litros de água por dia”, pontua.

Sugestão de produto

Sugerimos o uso do Shampoo Pure Care Dry Oil, com óleo de macadâmia africana na formulação, que promete nutrir profundamente e enriquecer o cabelo, sem pesar aspecto gorduroso. Faça o uso conjunto com o Condicionador Pure Care Dry Oil, direcionado para cabelos secos e sem brilho, vai ajudar a hidratar e desembaraçar os fios. Para dar finalização e polimento, você pode experimentar o Óleo Nexxus Oil Iinfinite.