Envelhecimento capilar: dá para evitar?

Ana | 23 março 2016

Muita gente acha que os fios grisalhos são o único sinal de envelhecimento capilar. Mas não funciona bem assim. 

Os cabelos podem dar sinal de que estão envelhecendo muito antes do que você imagina – e os fios brancos não são o único sinal disso. Ressecamento e aspereza, diminuição do brilho, fios mais finos e menos densos e quebradiços também são indícios de envelhecimento capilar.

Quais as causas do envelhecimento capilar?

O cabelo envelhece porque, com o passar do tempo, o corpo produz menos proteínas que fazem parte da constituiçāo dos cabelos, como a queratina, diminuindo a massa capilar. Resultado: fios mais finos e com pouco volume.

Lipídios, responsáveis pela lubrificaçāo dos fios, e a melanina, pigmento que dá cor ao cabelo, também tem a produção diminuida ao longo dos anos, resultando em fios ressecados e, claro, brancos!

Mais: com o passar do tempo, também ocorre a diminuiçāo de hormônios importantes para a formaçāo e desenvolvimento dos fios. E além de todos esses fatores naturais, a saúde capilar ainda é influenciada por fatores externos, que aceleram o envelhecimento. A boa notícia é que são hábitos ruins que podem ser mudados facilmente. Listamos alguns desses fatores que aceleram o envelhecimento do cabelo e mostramos como evitá-los. Vem ver!

Sugestão de produtos: 

Shampoo TRESemmé Keratin Smooth que ajuda a hidratar os fios e combater o frizz;

Condicionador Dove Advanced Hair Series Vitality Rejuvenated ajuda a repor os nutrientes que o cabelo perde com a idade.

1. Não aplicar protetores térmicos

Parece um hábito simples, mas ele tem consequências a curto e longo prazo e pode acelerar o envelhecimento capilar. Protetores térmicos devem ser aplicados sempre antes da chapinha e do secador. O produto também deve ser usado em dias muito quentes ou quando você vai a praia, por exemplo. É que o sol, mar, vento e chapinha agridem as cutículas que protegem o fio. Consequência: o cabelo perde nutrientes, fica ressecado e sem brilho. Para aumentar a proteção, não deixe de usar chapéu sempre que se expor ao sol.

2. Passar longe de hidratações

Cabelos que não são hidratados regularmente ficam ressecados. Se o cabelo já apresentar sinais de envelhecimento capilar, então os cuidados devem ser redobrados! Não deixe de lado as hidratações semanais em casa e, se possível, faça mensalmente hidratações profundas no salão. Invista em produtos com óleos, que repõem a umidade natural do cabelo, e queratina que atua repondo a massa capilar. Seus fios agradecem!

Sugestão de produto:

3. Fumar

O cigarro é fonte de radicais livres, átomos com poder oxidante que modificam a estrutura do bulbo capilar. Por isso, fumar contribui para a perda de brilho dos cabelos e pode acelerar o embranquecimento dos fios! Não tem jeito: para manter as madeixas e a pele sempre jovens, e evitar o envelhecimento capilar o ideal é ter uma vida saudável com bons hábitos.

4. Dietas restritivas

Dizem por aí que você é o que você come… E isso faz total sentido! Fios saudáveis também refletem uma alimentação balanceada. Deficiência de ferro e zinco, por exemplo, podem causar queda de cabelo.

5. Dormir com fios molhados

Hábito ingênuo que tem um resultado catastrófico! O calor e a umidade dos fios criam um habitat perfeito para a proliferação de fungos no couro cabeludo e pode resultar em fios opacos e quebradiços, além do aparecimento da caspa. Não custa nada secar as madeixas antes de dormir, né?