Quais os benefícios da creatina para o cabelo? A gente te conta!

Você sabe o que é creatina? E o que a difere da queratina, hein? Tire todas as suas dúvidas já

A creatina é um ativo bastante encontrado em produtos que promovem a reconstrução capilar, combatendo a fragilidade, falta de brilho e porosidade dos fios danificados principalmente por procedimentos químicos. Entre suas vantagens, o que se destaca é o tamanho pequeno de suas partículas, que facilitam a absorção da substância pelos cabelos. Quer saber mais sobre o assunto? É pra já!

A creatina é um aminoácido composto por arginina, glicina e metionina. Essa junção de substâncias faz muita diferença na fibra capilar porque aumenta consideravelmente a resistência dos fios e auxilia no crescimento saudável do cabelo.

Nosso corpo produz creatina em pequenas quantidades e ela está ligada diretamente com a nossa energia física. Por isso, algumas pessoas que praticam esportes consomem suplementos com essa substância – lembrando que, nesse caso, o seu uso é recomendado por um nutricionista, que saberá indicar se há necessidade ou não do consumo.

Como usar a creatina?

Em geral, o ativo está presente em máscaras capilares que ajudam nos tratamentos de reconstrução dos fios. O modo de aplicação pode variar e é encontrado na embalagem dos produtos.

Mas tome cuidado com a quantidade e frequência com que você aplicará o produto nos fios. O excesso pode deixar o cabelo rígido e sujeito à quebras. A vantagem é que a creatina tem partículas bem pequenas, então são absorvidas com mais facilidade e não causam o efeito indesejável.

Quais os benefícios da creatina para o cabelo?

Quando esse composto de aminoácidos entra em contato com a fibra capilar, ele é capaz de recuperar a massa perdida durante procedimentos químicos, que são bastante agressivos e levam nutrientes dos fios embora. Com essa reconstrução, o ativo fortalece o cabelo e aumenta sua resistência, eliminando o aspecto danificado.

Quando fazer a recomposição com creatina?

A recomposição pode ser feita em qualquer tipo de cabelo que esteja danificado. Depois de fazer alisamentos, colorações ou permanentes, as fibras capilares costumam ficar mais frágeis, logo, o uso da creatina é recomendado. Quem faz uso de aparelhos térmicos com frequência, como chapinha, secador ou modelador de cachos, também pode usar a creatina nos fios.

Modelo com cabelos soltos e lisos com chapéu preto

Creatina provoca queda de cabelo?

Alguns estudos apontam que a creatina aumenta o DTH (Diidrotestosterona), que está relacionada à perda dos fios. Então, se notar que os seus fios estão caindo, procure um médico profissional.

Creatina x queratina: qual é a diferença?

Os nomes são parecidos, mas existem diferenças entre creatina e queratina. A principal é o tamanho das moléculas: a creatina é menor que a queratina — e, por isso, ela penetra mais profundamente no fio, enquanto a queratina age mais superficialmente.

Mas não pense que a queratina não é tão importante quanto, viu? Nosso cabelo é composto por 45% de carbono, 7% de hidrogênio, 28% de oxigênio, 15% de nitrogênio e 5% de enxofre. Esses cinco elementos juntos formam a queratina, que representa 85% da composição dos fios. Por isso, a ausência dela pode prejudicar muito a saúde capilar.

Creatina e queratina aliadas

Na maioria das vezes, a creatina funciona como um potencializador da queratina. Uma completa a ação da outra. Enquanto a queratina age na superfície da fibra capilar, a creatina ajuda na absorção, já que a primeira não consegue penetrar em algumas partes por ter a molécula maior.

Próximo

Sugestão de produtos

O shampoo e condicionador Seda Restauração Instantânea contam com a exclusiva tecnologia Nutri Queratina, que reconstrói a fibra capilar de dentro pra fora, restaurante os fios da raiz às pontas.

Também vale experimentar a Máscara de Tratamento Nexxus Emergencée, que traz uma carga de proteínas que atua profundamente na estrutura do cabelo para eliminar as fissuras causadas pelos danos provenientes da química, coloração ou secador e prancha.