Cigarro e cabelo: quais os danos para a sua aparência

Pensa que cigarro e cabelo não têm nenhuma relação? Está completamente enganada! Ele pode estragar (e muito!) seus fios. Saiba quais os males que esse vilão pode causar à sua saúde e ao seu visual.

Você já deve estar cansada de saber que o cigarro faz mal à saúde, certo? Pois sabia que ele afeta também a aparência e a saúde dos seus fios? Conheça a relação entre cigarro e cabelo e descubra novos motivos para você cortar o cigarro da sua rotina de uma vez por todas.

Relação entre cigarro e cabelo

O cigarro pode causar inúmeras doenças, como problemas respiratórios, impotência sexual, infertilidade, complicações na gravidez, envelhecimento precoce, enfraquecimento do olfato e do paladar. Além disso, os malefícios à aparência são nítidas: a pele fica mais envelhecida, com mais rugas e flácida, podem surgir manchas no rosto e por todo o corpo e os dentes se tornam mais amarelados.

Mas você sabia que seus fios também sofrem com os efeitos do cigarro? Isso acontece porque a nicotina do cigarro se aloja nas paredes das veias diminuindo a circulação do sangue, o que prejudica o fluxo sanguíneo de todo o corpo, o que afeta até mesmo os cabelos. Dessa forma, o fumo impede que nutrientes importantes que mantém os cabelos saudáveis e bonitos cheguem até a raiz e, assim, ele se torna um dos principais causadores da queda de cabelo. O problema pode ser intenso, com queda acentuada de fios e até sinais de calvície.

Por mais que o fumante cuide dos fios, eles nunca terão ao mesmo brilho e a mesma força de um cabelo bem cuidado de uma não-fumante. Isso porque o menor aporte sanguíneo atrapalha a chegada de nutrientes no bulbo, de onde saem os fios de cabelo.

Sugestão de produtos: Além de evitar o cigarro, invista em produtos para recuperar o brilho e saúde dos fios, como os Cremes de Tratamento TRESemmé Expert Detox CapilarSeda Ceramidas e Dove Advanced Hair Series Vitality Rejuvenated.

Cigarro envelhece os fios

A temperatura do cigarro também contribui para o envelhecimento precoce dos fios, deixa os fios com aspecto opaco e ressecado, pode causar escamação no couro cabeludo e o surgimento de pontas duplas. Fumar também acelera a perda de melanina dos fios, por isso os cabelos brancos aparecem mais cedo. Além disso, a nicotina pode gerar um aspecto amarelado nos fios mais claros, loiros ou brancos.

Além de tudo isso, o mau cheiro da nicotina prejudica os cabelos, pois permanece nos fios durante bastante tempo e muitas vezes os produtos capilares não são capazes de retirar todo o odor da fumaça na hora do banho.

Está convencida de que cigarro e cabelo não combinam? Mas se você é fumante não precisa se desesperar. Parar de fumar e manter uma dieta balanceada dão conta de resolver o problema em pouco tempo, já que o crescimento do cabelo acontece de forma bastante rápida (cerca de um centímetro por mês). Portanto, procure a ajuda de um médico especializado e descubra alternativas para abandonar esse vício de uma vez por todas!