Bruno Soares: sonhos de carreira e sua história com implante capilar

Para comemorar o dia do Atleta Profissional, conversamos com o tenista, que já tem vaga garantida para os Jogos Olímpicos de Tóquio e explica também como foi passar por um transplante capilar.

Apesar de não o esporte mais popular do Brasil, o tênis tem uma lista de grandes campeões, entre eles, Bruno Soares. O mineiro, de 38 anos, especialista em duplas, já soma 6 títulos de Grand Slam (categoria de torneio mais importante no esporte), é o 7º melhor tenista do mundo no ranking de duplas e esse ano vai em busca de uma medalha inédita dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Com o All Things Hair, além de falar um pouquinho sobre a carreira, o tenista também falou sobre vaidade, autoestima e como foi fazer um implante capilar em 2016.

Essa entrevista é parte de uma série de reportagens em homenagem ao Dia do Atleta Profissional, comemorado no dia 10 de fevereiro, e ao Dia do Esportista, celebrado no dia 19. Conversamos com 6 atletas profissionais para saber da trajetória de cada um, os desafios na vida de quem trabalha com esporte, a relação com os cabelos e como isso afeta a personalidade, confiança e até performance de um esportista.

All Things Hair – Como o tênis entrou na sua vida?

Bruno Soares – Comecei no tênis aos 5 anos de idade, por influência dos meus pais, foi um período da vida deles em que estavam jogando, eu comecei a frequentar o clube com eles, arrastar a raquete para lá e para cá, a dar as primeiras raquetadas. Logo me apaixonei pelo esporte e nunca mais larguei.

Ser profissional veio com o tempo, eu sempre gostei muito de competir, de estar nos torneios, mas acho que o pensamento mesmo veio com o tempo, quando eu vi que tinha potencial, que eu estava sempre jogando bem nos torneios. Aí eu comecei a ter essa vontade, esse sonho de ser um tenista profissional.

ATH – Quais são as coisas que você mais gosta em ser um tenista profissional?

BS – Viajar, conhecer o mundo, outras culturas, outros lugares e ter a oportunidade de conhecer pessoas. Acho que o tênis me proporcionou a oportunidade de conhecer grandes pessoas. Várias se tornaram grandes amigos, de diferentes lugares, do mundo inteiro, de diferentes culturas e eu acho que isso é a parte mais legal do esporte.

os tenistas bruno soares e mate pavic
Bruno Soares (dir.) e seu companheiro de duplas, Mate Pavic (esq.) vice-campeões em Roland Garros 2020 | Foto: reprodução | Instagram @brunosoares82

ATH – Você se considera um homem vaidoso? Como foi o processo de começar a perder o cabelo?

BS – Eu não me considero um homem vaidoso. Acho que até por isso que eu perdi o meu cabelo, não quero falar “mais rápido”, mas perdi. De repente, se eu tivesse cuidado um pouco mais, tivesse sido um pouco mais vaidoso, eu poderia ter retardado esse processo. E acho que o processo de perder cabelo veio natural, com o passar dos anos, a cada ano ia diminuindo, caindo um pouquinho, ficando um pouco mais ralo…. Até que já estava bem careca, com as entradas bastante atrás.

ATH – Você então optou por fazer o procedimento de implante capilar. Como foi essa decisão?

BS – Decidi fazer o implante de uma hora para outra. Eu nunca tinha pensado nisso na verdade, mas um dia eu estava conversando com os meus amigos e um deles tinha feito. Quando ele me contou, eu não acreditei. Achei impressionante! E não acreditei no sentido da qualidade do resultado. Não conhecia o tratamento, não sabia como era. Perguntei para ele como funcionava e me animei. Pesquisei bastante para fazer, até que eu conheci o trabalho da Dra. Maria Angélica Muricy.

O procedimento foi feito aqui no Brasil com ela, um implante de fio a fio. Ela é uma baita profissional, uma pessoa espetacular e me deixou super satisfeito com o resultado.

bruno soares na quadra de tênis
Foto: reprodução | Instagram @brunosoares82

ATH – Como você se sentiu depois de passar pelo procedimento?

BS – O sentimento é legal. Como eu falei, eu nunca fui muito vaidoso e isso nunca tinha me incomodado muito. Mas em 2016, acho que perdi bastante cabelo e, por ser um atleta, estar constantemente me vendo [na mídia], isso começou a me incomodar um pouco. Foi quando eu resolvi fazer, de uma hora pra outra.

Acho que sem dúvida nenhuma faz bem para a autoestima fazer o implante, principalmente se o resultado satisfaz a pessoa. No meu caso, eu fiquei super satisfeito. Fiquei com a aparência mais jovem e tudo isso realmente melhora a autoestima da pessoa.

ATH – O que mudou no seu cuidado com o cabelo depois de fazer o implante?

BS – Tem que cuidar dos cabelos! Por um bom tempo usei um shampoo especial e tinham algumas coisas que eu tinha que fazer. Hoje em dia tomo algumas vitaminas para manter, para engrossar os fios e ajudar no processo e cuido um pouco mais. Antes eu era mais desleixado, mais largado com o cuidar, não no sentido de lavar, mas botar um shampoo especial, algo para fortalecer, tomar vitamina, passar um creme… coisas que ajudam a deixar o cabelo melhor, mais grosso, mais forte. Então, é esse tipo de cuidado que hoje em dia eu tomo que antigamente eu não cuidava.

bruno soares beijando a taça de campeão de duplas no us open
Bruno Soares beija o troféu de campeão de duplas masculinas do US Open 2020 | Divulgação: USTA

ATH – Você já é um atleta consolidado, conquistou alguns Grand Slams, que são os torneios mais importantes do circuito de tênis. O que mais você sonha em alcançar como profissional?

BS – Já conquistei 6 títulos de Grand Slam, sou extremamente feliz e realizado com isso, mas o que eu ainda sonho em conquistar no tênis é uma medalha olímpica.

Sugestão de produtos

Para os cabelos masculinos, principalmente aqueles homens que praticam algum tipo de esporte, a gente indica o Shampoo Anticaspa Clear Sports Men Limpeza Profunda.

Inspire-se

Inscreva-se na nossa newsletter e receba dicas exclusivas para cabelos incríveis