Caspa: descubra o que é, as causas e quais são os tratamentos

Você sabe o que é a caspa, como surge ou como tratá-la da forma adequada? Te contamos tudo sobre esse problema comum, mas que gera muitas dúvidas.

A caspa está longe de ser algo desconhecido, os incômodos flocos brancos ou amarelados, que geralmente veem acompanhados de coceira no couro cabeludo, atinge homens e mulheres ao menos uma vez ao ano segundo especialistas.

Entretanto, apesar de ser um problema comum, existem muitas dúvidas sobre quais são as causas, tratamentos, mitos e verdades sobre o assunto. Por isso, nós de Tudo Pra Cabelo conversamos com especialistas em dermatologia para responder a principais questões sobre caspa na cabeça.

De acordo com uma pesquisa da Surgical & Cosmetic Dermatology, — publicado no Brasil pela Sociedade Brasileira de Dermatologia — a caspa é uma doença inflamatória crônica que atinge as regiões do corpo com maior concentração de glândulas sebáceas, como o couro cabeludo.

Também chamada de dermatite seborreica, a caspa é um problema benigno, que possui dois tipos de variações, mas pode ser facilmente tratado com o acompanhamento de um profissional dermatologista e com o uso de produtos corretos para resolver o incomodo.

Mas vale ressaltar que o problema “tanto em adultos quanto em crianças a doença não é contagiosa ou perigosa e não é causada por falta de higiene ou alergia”, explica o dermatologista Daniel Cassiano.

Caspa seca

A caspa seca é um tipo de dermatite que pode ser causado pelo ressecamento do couro cabeludo. Esse tipo de caspa apresenta uma descamação fina, em flocos brancos, que se soltam com facilidade e ficam evidentes nos ombros, principalmente ao usar roupas escuras.

De acordo com a médica dermatologista Fabiane Brenner, esse tipo de caspa está ligado a dermatite atópica, sendo pacientes que possuem descamação em todo couro cabeludo — um problema que para os especialista não é considerado caspa.

Caspa oleosa

Indicativo de inflamação no couro cabeludo, a caspa oleosa é causada pelo excesso de sebo. Esse tipo de caspa tende a ser mais amarelada, além de ficar grudada no couro cabeludo, ela pode surgir acompanhada de coceira e irritação.

O que causa a caspa?

Apesar de ser um problema corriqueiro, suas causas da caspa ainda não são totalmente conhecidas, mas sabe-se que ela é influenciada pela genética e alterações hormonais, que aumentam a oleosidade do couro cabeludo.

O problema também costuma piorar em determinadas situações, como clima seco, mudanças bruscas de temperatura, estresse e alimentação inadequada, rica em gorduras e carboidratos refinados, à exemplo do macarrão, arroz e pão não integrais.

Procedimentos químicos, como alisamentos, relaxamentos, tinturas, entre outros, também costumam piorar os quadros de caspa, já que irritam e podem inflamar o couro cabeludo.

Principais sintomas da dermatite seborreica

A caspa tende a ter um conjunto de sintomas que podem aparecer todos em conjunto, em sequência com o tempo ou separadamente:

  • Vermelhidão na pele onde há pelos;
  • Coceira onde apresenta irritação;
  • Descamação da pele em pequenos flocos;
  • Sensibilidade na região que se encontra a irritação da pele.

Segundo o especialista Daniel Cassiano, não é difícil de identificar os primeiros sinais “O couro cabeludo pode coçar e apresentar vermelhidão. Além disso, quando há manipulação do couro cabeludo e dos cabelos, a descamação cai sobre a roupa do paciente”.

Como tratar a caspa?

Com alguns cuidados simples é possível controlar a caspa e amenizar seus sintomas. Especialista recomendam o uso de shampoos anticaspa, que contenham princípios ativos, como o zinco, cetoconazol, selênio, alcatrão, ácido salicílico, dentre outros, que podem diminuí-la.

A profissional Fabiane Brenner ensina algumas medidas práticas para minimizar a caspa: “Você pode lavar o cabelo com mais frequência, usar um shampoo para dermatite seborreica somente no couro cabeludo […] deixe agir por alguns minutos e no comprimento use o condicionador.”

É preciso lembrar ainda que ao higienizar os fios, não se deve esfregar o couro cabeludo de forma agressiva ou com as unhas. O ideal é massageá-lo apenas com as pontas dos dedos e enxaguar muito bem.

Outra dica é evitar banhos muito quentes, visto que a água em altas temperaturas agrava o ressecamento dos fios. Dessa forma, dê preferência aos banhos com água fria ou morna.

E para que a caspa fique bem longe, vale ainda evitar abafar os cabelos úmidos por muito tempo, com bonés ou chapéus, bem como tentar controlar o estresse.

A alimentação também merece atenção especial, devendo ser priorizada uma dieta balanceada, com pouca ingestão de açúcar e gorduras.

infográfico com dicas de como evitar a caspa

Quando procurar o médico?

O recomendado é procurar um profissional desde o princípio dos sintomas. Assim, você consegue descobrir logo o que está causando a caspa e tratá-la da maneira adequada.

O profissional deverá observar os cabelos e o couro cabeludo a fim de indicar o melhor tratamento para os fios, que variam desde a utilização de shampoos especiais, passando pela aplicação de loções, até chegar, em casos mais graves, à indicação de remédios tópicos, ou via oral.

Se não tratada, a caspa pode retornar de maneira mais grave, piorando quaisquer inflamações que possam haver no couro cabeludo. Além disso, em situações mais extremas, ela pode até causar a calvície.

FAQ: mitos e verdades sobre a caspa

Ainda tem curiosidade sobre o assunto caspa? Veja os principais mitos e verdades sobre o tema!

Caspa é um fungo?

Sim. A caspa surge a partir de uma infecção causada por um fungo do gênero Malassezia, que atinge a camada superficial da pele causando problemas como a caspa.

Caspa é contagiosa?

Não! A caspa surge por fatores climáticos, hormonais e por hábitos que contribuam para a manifestação do fungo Malassezia, ou seja, não é possível “pegar” caspa de outra pessoa.

Caspa tem cura definitiva?

Não! Existem tratamentos médicos que podem reduzir os sintomas, mas a dermatite seborreica é um problema crônico, então mesmo que o tratamento faça ele “desaparecer”, eventualmente a caspa poderá voltar.

Quem tem caspa pode lavar o cabelo todo dia?

Pode, mas não há comprovações de que a lavagem diária da cabeça ajude com a caspa. A dica é se consultar com um especialista para entender qual a melhor rotina de limpeza e cuidados para você e seu cabelo.

Faz mal arrancar a caspa?

Sim! Ao retirar as casquinhas você está ajudando com a descamação e inflamação da sua pele, então evite mexer na região para não acabar piorando o problema.

Sugestão de produtos

Para tratar ou prevenir a caspa, como a gente te contou, uma das formas é usar shampoo anticaspa. Te indicamos uma lista com os melhores:

Fontes consultadas:

  • Dr. Daniel Cassiano: médico dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica.
  • Dra. Fabiane Brenner: médica dermatologista e coordenadora do Departamento de Cabelos e Unhas da Sociedade Brasileira de Dermatologia.
Artigo anterior
Artigo seguinte
Decoration image
Decoration image