Caspa em cabelos alisados: como combater esse problema

Amanda Miquelino | 11 junho 2016

A caspa em cabelos alisados parece aumentar assim que você submete os fios à química? Saiba porque isso acontece e como combater o problema.

Você sempre sofreu com a caspa, mas tem a impressão de que depois que começou a realizar alisamentos e colorações periódicas o problema só tem aumentado? Acredite que não é apenas uma impressão sua. A caspa em cabelos alisados realmente aumenta, não por conta do tipo de fio, mas sim com reação ao processo química que agride o couro cabeludo. Confira dicas para evitar e combater esse problema.

Caspa em cabelos alisados: causas e soluções

Como foi dito, o que faz a incidência de caspa em cabelos alisados ser maior não é o tipo ou a textura do fio, mas sim uma resposta do couro cabeludo à agressão sofrida. Antes de mais nada, é preciso entender o que é a caspa – um problema que atinge cerca de 40% da população e não está relacionado à falta de higiene. Na verdade, a descamação do couro cabeludo é um processo normal que representa a troca das células mortas por novas vivas.

O problema acontece quando o couro cabeludo inflama e essa troca começa a ser maior do que o normal. A pele produz novas células em uma velocidade maior, o que faz com que uma maior quantidade de células mortas se desprenda. Essas células mortas se acumulam e formam os indesejáveis pontinhos ou flocos brancos.

A renovação das células pode ser intensificada pelo excesso de oleosidade produzida pelas glândulas capilares, o que pode acontecer por diversas razões: estímulo nervoso, ressecamento excessivo, proliferação de fungos, alterações nos hormônios sexuais ou em resposta a uma agressão sofrida pelo couro cabeludo, como é o caso dos procedimentos químicos. Na maior parte dos casos, quem sofre com a caspa tem uma pré-disposição genética. Assim, não é possível “curar” o problema, mas dá para controlá-lo.

No entanto, quando as escamações excessivas aparecem após um procedimento químico, como o alisamento podem ser sinal de um agravamento de uma caspa já existente ou ainda ser resultado de uma alergia causada pelo contato com o produto agressivo. O jeito de acabar com esse problema é hidratar até que a caspa diminua. Você pode ainda apostar em uma esfoliação da região que irá acelerar a troca das células e, em seguida, solucionar o problema.

Caso as casquinhas brancas apareçam junto com outros sintomas, como coceira, vermelhidão, sensibilidade ou queda de fios, o mais indicado é procurar um dermatologista ou um tricologista – profissional especializado em couro cabeludo. Esse especialista poderá ajudar a descobrir a causa da irritação e, caso seja necessário, irá indicar o melhor tratamento que pode variar desde ingestão de vitaminas a remédios de uso oral ou tópico ou ainda.

Importante: caso seu couro cabeludo apresente qualquer um desses sintomas que indique uma irritação ou inflamação, espere antes de apostar na próxima química, pois ela provavelmente irá sensibilizar e agredir ainda mais a região.

Dicas de produtos

Como você viu, a caspa no cabelo com química realmente aumenta. Para evitar esse problema, sugerimos o Shampoo Clear Pós Alisamento Químico, específico para cabelos que receberam química, uma das razões para o surgimento da caspa. Vale testar também o Condicionador Clear Cuidados Total, que hidrata os fios e, ao mesmo tempo, ajuda a eliminar os pontinhos brancos. Complete a hidratação de comprimento e pontas com um produto levinho, como o Sérum-in-oil Dove Advanced Hair Series Regenerate Nutrition. Fica a dica!

Insira um @ no email informado
Você agora está inscrito na newsletter de All Things Hair.