O que são as pontas duplas e como acabar com elas de vez

Ana | 27 abril 2016

Podem até existir infinitos tipos diferentes de cabelo, mas se há um fator que une todos eles são as pontas duplas. Veja como se livrar desse problema tão comum.

Não adianta, elas irão aparecer uma hora ou outra (mesmo que você seja um verdadeiro exemplo quando se fala em cuidados com o cabelo). As pontas duplas – que, muitas vezes, podem ser até triplas ou quádruplas – nada mais são do que a cutícula capilar (camada externa do fio) aberta e dividida em diversas partes. Isso não parece tão perigoso, certo? Errado! Com a camada externa rachada em micropedaços, o córtex (parte interna do fio) fica inteiramente exposto, o que significa um cabelo muito mais fraco, ressecado, sem vida e sensível a quaisquer tipos de danos externos. Afinal, é lá no centro da fibra capilar que ficam concentrados a água, que dá a hidratação natural dos fios, e os nutrientes para que eles se mantenham bonitos, macios e saudáveis.

Para se livrar das pontas duplas, pare já de:

Tomar banhos muito quentes: a temperatura muito alta abre demais as cutículas e retira toda a água necessária para manter os fios hidratados. O resultado? Eles ficam expostos ao ambiente e, por isso, ressecados. Prefira uma temperatura morna durante a lavagem, mas aposte na água fria para o último enxágue. Ela fecha as cutículas e deixa o cabelo com mais brilho.

Usar secador e chapinha sem protetor térmico: a regra também vale para outras ferramentas térmicas, como modelador de cachos, difusor, escova rotatória e alisadora. O produto cria uma barreira termoprotetora contra o calor excessivo. Lembre-se de também manter uma distância de pelo menos 20 cm do cabelo para não correr o risco de queimar os fios.

Pentear o cabelo ainda molhado: fios úmidos equivalem a fios mais expostos! Espere eles secarem para só daí escová-los. Dê preferência para pentes largos de madeira, que criam menos atrito com o cabelo, evitando o aparecimento do frizz.

Fazer procedimentos químicos sem moderação: pior ainda se eles forem caseiros! Para alisamentos, como escova progressiva, e colorações darem certo é preciso abrir a cutícula do fio para injetar a química. Ou seja: o cabelo fica ultrassensível e exposto. Por isso, só os realize com um cabeleireiro de confiança. Ele é o profissional mais indicado para realizar processos tão delicados assim. Respeite também os intervalos entre as manutenções.

E aposte em:

Cortes regulares: a cada três meses. Esse é o tempo certo para aparar as pontas duplas. Essa (excelente) prática também contribui para o crescimento mais rápido dos fios, que estão mais fortes. Se quiser algo menos radical, invista em técnicas de corte como o bordado ou em aparelhos como o split ender: ambos retiram as pontas duplas sem reduzir no comprimento.

Tratamentos hidratantes: tanto em casa quanto no salão! Hidratação com produtos emolientes como máscaras e ampolas de tratamento são fundamentais para manter as cutículas seladas e protegidas. Procedimentos como a selagem capilar e o banho de queratina também auxiliam na recuperação dos fios danificados.

Sugestão de produtos:

Protetor solar capilar: o sol também acaba deixando a camada externa dos fios exposta. Por isso, não se esqueça de borrifar um pouco do produto todas as manhãs antes de sair de casa. Se estiver de férias na praia e na piscina, leve-o na bolsa e reaplique a cada mergulho!

Insira um @ no email informado
Você agora está inscrito na newsletter de All Things Hair.