Desistiu da transição? O cabelo certo é aquele em que você se reconhece

Fazer a transição invertida e voltar a ter cabelos alisados pode ser, também, um processo de libertação.

Se olhar no espelho e se amar. Qual é a fórmula? Qual o segredo de quem se ama como realmente é? Em tempos de ânsia pela perfeição, precisamos estar atentos ao que faz nosso olhar brilhar frente a frente com a gente mesma. Eu sempre penso muito sobre o que escrever em nossa conversa quinzenal. Alguns temas fluem com facilidade, pois são parte do meu dia a dia e da minha história. Outros preciso pensar e me concentrar um pouco mais. O texto de hoje é um bom exemplo disso, já que vai contra o que eu prego todo dia: se aceitar como a gente veio ao mundo. E é aí que entra a transição invertida.

Fazer a transição do fio alisado para o natural pode ser um processo árduo e demorado, pois alguns tipos de crespo demoram mesmo um pouco mais pra crescer. Na maioria dos casos o ideal é fazer o temido big chop, o corte radical, bem curtinho, que tira todo o cabelo com química e deixa espaço para o fio natural crescer.

Para quem tinha cabelos longos, esse pode ser um período em que a autoestima fica abalada mesmo. É preciso se redescobrir por completo e aceitar essa nova imagem diante do espelho. Mas e quando não conseguimos mesmo gostar do cabelo natural?

O cabelo que te deixa bem

É engraçado falar sobre transição invertida e talvez esse nome soe um tanto inadequado, mas é uma conversa muito rica porque faz a gente se colocar no lugar do outro. Tenho uma amiga que alisa o cabelo há muitos anos. O cabelo natural dela (pelo que vi em fotos) é um poderoso 4B.

Há alguns anos ela tentou fazer a transição capilar para se livrar da progressiva e também evitar um pouco a química pesada no corpo. Mas, não rolou. Ela tentou, eu sou testemunha, mas não conseguiu se enxergar crespa. Nesse caso há uma questão estética que pesa um pouco mais, ela vive no mundo do heavy metal, onde todas as referências, quando falamos de beleza, são de garotas com cabelos lisos. Fica difícil quebrar um padrão tão profundamente porque somos bombardeados o tempo todo por imagens que nos inspiram e mexem com nossa cabeça.

De volta ao cabelo alisado

Na prática, a volta para o cabelo liso é bem mais simples, talvez por isso algumas pessoas resolvam desistir e voltar a alisar. Mesmo após alguns meses sem fazer química, já com a raiz natural à mostra, para voltar aos lisos é só fazer o procedimento de química novamente. E é importante saber que não há problema nenhum se você é uma dessas que tentou, mas resolveu continuar lisa.

Modelo com cabelo alisado transição invertida
Voltar a alisar os fios não é problema nenhum. Basta você reconhecer-se com o cabelo que escolher.

Acho importante sim se informar sobre todos os riscos que os processos químicos podem causar ao corpo, que vão desde alergias até a quebra química do fio. Estando ciente de tudo, seguir com a decisão de inverter a transição deve ser uma escolha pessoal. Se gostar é um exercício diário e temos que fazer o que está ao nosso alcance pra que o dia a dia seja mais lindo e para que assim, a gente consiga ajudar tantas outras mulheres a se sentirem mais bonitas, seja com cabelo natural ou com aquela ajudinha da tecnologia.