Progressiva para grávida? Veja se gestante pode alisar cabelo

Na gravidez pode ser necessário substituir alguma química feita no cabelo. Entenda como funcionam os alisamentos e como substituir tratamentos durante esse período.

O período de gravidez é um período em que muitas dúvidas podem surgir sobre diversos assuntos diferentes e um deles, claro, é o cabelo. Se você está esperando um bebê e é do time do alisamento, com certeza está se perguntando: grávida pode fazer progressiva? Esclarecemos e essa e outras dúvidas sobre alisamento para gestantes.

Não pode. “O mais recomendado é evitar fazer alisamento ou escova progressiva. Além disso, várias substâncias, incluindo o formol, têm potencial alergênico. E o tratamento desse quadro alérgico pode requerer o uso de medicamentos, que devem ser evitados durante a gravidez”, explica a dermatologista Joana Darc Diniz, diretora científica da Sociedade Brasileira de Medicina Estética e da Sociedade Brasileira do Cabelo.

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) só permite uma concentração inferior a 0,2% do formol nos produtos usados nos salões, mas é preciso uma porcentagem maior do que essa para conseguir alisar os fios. Portanto, grávida ou não, fuja de procedimentos desse tipo!

A especialista também recomenda que sejam evitadas, tanto durante a gestação quanto no período de amamentação, outras substâncias tóxicas. “Além do formaldeído, compostos químicos como parabenos, sulfatos, amônia, benzeno e guanidina não são indicados”, indica.

As substâncias químicas utilizadas nesses procedimentos são absorvidas pelo couro cabeludo e vão diretamente para a corrente sanguínea. Depois, elas podem atravessar a placenta e prejudicar o desenvolvimento do feto. Portanto, todo cuidado é pouco!

Vale lembrar que não é só grávida que está proibida de fazer progressiva. Lactantes também não podem fazer esse tipo de alisamento.

Tem alguma progressiva que grávida pode fazer?

Entre os diversos tipos de substâncias, existem algumas que as grávidas podem fazer no cabelo para alisar. “A Anvisa certificou produtos alisantes sem formol, como ácido tioglicólico, hidróxido de sódio, hidróxido de potássio, hidróxido de cálcio, hidróxido de lítio, hidróxido de guanidina. Mesmo assim, todos devem ser avaliados pelo obstetra”, aconselha a médica.

As progressivas orgânicas e veganas também são um boa opção para as gravidas. “A gestante que faz questão de manter os fios lisos e hidratados deve fazer uso de produtos veganos, ativados por calor e que utilizam elementos naturais na composição. Estes devem ser produzidos com extratos naturais que formam um invólucro protetor nos fios, garantindo hidratação e o alisamento natural e progressivo”, explica.

De toda forma, antes de fazer qualquer procedimento no seu cabelo, é essencial que você converse com o seu obstetra, para saber se ele libera ou não o uso dos produtos.

Grávida pode alisar o cabelo com quantos meses?

É indicado que as grávidas que queiram alisar o cabelo aguardem passar os primeiros três meses de gestação. Esse período é delicado para a formação do feto, em que o crescimento das células é acelerado para formar os órgãos do bebê.

De qualquer forma, converse com o seu médico de confiança para saber em que momento o alisamento pode ser feito.

Selagem capilar em grávidas

A selagem capilar pode ser feita por grávidas, já que é um tratamento que sela as cutículas dos fio, que são as camadas externas, ajudando a mantê-los com o frizz controlado e hidratados. Entretanto, muitos salões divulgam o procedimento como um alisante capilar, o que não é verdade.

Apesar de deixar os fios mais alinhados, alisar o cabelo não é função da selagem. Então, se te oferecerem o tratamento como um tipo de progressiva ou alisamento, desconfie e não faça.

Outras dúvidas sobre cabelo e gravidez

Tiramos mais algumas dúvidas sobre procedimentos no cabelo durante a gravidez.

Pode usar tintura no cabelo na gravidez?

Pode pintar o cabelo na gravidez, mas procure por fórmulas que sejam liberadas para mulheres grávidas. Tinturas com amônia metais pesados e  outras substâncias químicas prejudiciais não podem ser usadas de jeito nenhum.

Uma dica para quem quiser continuar pintando o cabelo na gravidez é usar o tonalizante, que tem a fórmula mais leve e só age na parte externa do fio.

É normal ter queda de cabelo na gravidez?

Não. O comum é ter queda de cabelo depois da gravidez, principalmente nos primeiros 6 meses pós-parto, já que o corpo passa de alto nível hormonal para uma queda brusca de hormônios rapidamente.

Na dúvida, consulte um dermatologista que vai examinar o seu couro cabeludo e dar um diagnóstico mais preciso.

O que eu posso fazer no cabelo durante a gravidez?

Você pode fazer alisamentos, tinturas e tratamentos que não envolvam químicas que possam prejudicar o desenvolvimento da criança. Produtos de cuidados com os fios do dia a dia, como shampoo, condicionador, finalizador e máscaras de tratamento também estão liberados.

Se preferir, aposte em produtos que tenham uma formulação vegana.

Sugestão de produtos

Como a gravidez é um período que requer muitos cuidados, a nossa dica é apostar em linhas veganas, que promovem um tratamento mais natural para o seu cabelo.

Nossa sugestão é investir na linha Love Beauty and Planet Hope and Repair, que tem shampoo, condicionador, creme de pentear e creme de tratamento, com fórmula vegana e óleo de coco.

Em alta

Inspire-se

Inscreva-se na nossa newsletter e receba dicas exclusivas para cabelos incríveis