Alinhamento de fios: tudo o que você precisa saber sobre o tratamento

Tati Barros
Modelo com cabelo liso loiro escuro solto e blusa de manga curta vinho

Para fios com volume controlado e saudáveis.

Você costuma sofrer com cabelos excessivamente volumosos e rebeldes, por estarem muito danificados? Isso é algo bem comum, especialmente, em quem costuma fazer muitos procedimentos químicos, que desgastam a fibra capilar. Mas não é preciso desesperar! Uma técnica que deixa as madeixas lisas e controladas é o alinhamento de fios.



O que é o alinhamento de fios?



Não confunda isso com a progressiva, pois é bem diferente! Apenas 30% desse método é composto por química, sendo que todo o restante é tratamento composto por proteínas para deixar os fios hidratados e, por consequência, mais alinhado e com brilho. Esqueça aquele aspecto chapado que fica bem artificial! A ideia aqui é deixar os fios bem naturais, com movimento e respeitando suas formas originais.

A hairstylist Vera de Oliveira explica que a grande vantagem do alinhamento de fios é que ele não contém formol, um grande vilão da saúde capilar utilizado para alisar os cabelos. “Justamente por não conter esse ingrediente nos produtos para alinhamento de fios, a técnica tem uma menor duração, mas com alguns cuidados é possível prolongar seus efeitos”.

Se os seus fios passaram por outros procedimentos químicos recentemente, como alisamentos e coloração, tudo bem! O alinhamento pode ser combinado com esses métodos. No entanto, é recomendado que se espere pelo menos duas semanas para utilizar essas técnicas em cabelos que foram alinhados.

Modelo com cabelo preto liso e blusa rosa ombro a ombro

Manutenção do alinhamento

Uma das vantagens da técnica é que ela não exige que você fique alguns dias sem lavar os fios, após sua aplicação. Só não prenda o cabelo nos três primeiros dias, para evitar que fique marcado.

Para um efeito mais duradouro, Vera aconselha o uso de um shampoo sem sal, próprio para cabelos que passaram por esse tipo de procedimento. “Outra dica importante é evitar a água quente, que resseca e danifica os fios. Se puder, sempre seque com um secador para não deixar o cabelo exposto à umidade, sem se esquecer do protetor térmico”, recomenda.

Cuidados com a técnica

Antes de tudo, é preciso que um profissional especialista em química analise os seus fios para verificar se eles, de fato, precisam desse tipo de tratamento.

Além disso, certifique-se de que o método utilizado pelo cabeleireiro não utiliza gluteraldeído, uma substância da mesma família do formol, e que não tem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Esse ingrediente não apenas deixa os fios ressecados e sem vida, como oferece sérios riscos à saúde.

Sugestão de produtos:

Para o controle diário dos fios, indicamos o Shampoo TRESemmé Baixo Poo +Nutrição, que é ideal para quem busca produtos menos agressivos e mais suaves. Sua fórmula tem baixo nível de sulfato e é livre de silicones, parabenos e corantes, o que promove a remoção das impurezas de maneira delicada e eficaz, sem agredir os fios. Use também o Condicionador TRESemmé Baixo Poo +Nutrição.

Para a manutenção completa, use semanalmente a Máscara de tratamento Bed Head Urban Anti+dotes Recovery, que oferece um choque de reparação. O produto penetra no núcleo do fio, para reestruturar as proteínas do interior da fibra capilar, enquanto ativa o condicionamento da superfície danificada pelo calor e pela química.