Pintar barba e bigode: sim ou não?

Selecionamos algumas respostas e dicas, para você mudar os pelos faciais, mas com aspecto natural. 

Houve uma época em que homens, para pintarem o cabelo, preferiam utilizar uma salinha especial, dentro do salão de beleza. “Tudo para as outras pessoas não verem que eles estavam colorindo os fios”, conta Ivan Izzo, colorista do Red Door Salon and Spa, em São Paulo. Hoje (ainda bem!) mudar o tom do cabelo masculino se tornou algo corriqueiro. E, junto a isso, surgiram novas dúvidas: deve-se ou não também pintar barba e bigode?

Não existe certo e errado nessa escolha, se a motivação forem igualar os fios brancos. Naturalmente, eles não nascem simultaneamente e na mesma proporção por todo o corpo. Assim, se resolver tonalizar os fios do cabelo, mas não estiver certo quanto à mudança da cor da barba e do bigode, vale manter esses últimos pelos grisalhos. Sem problemas!

No caso de cabelos tingidos, se optar por um novo visual mais de dois tons acima ou abaixo (mais claros ou mais escuros) que o seu cabelo natural, pode ser boa ideia colorir a barba e o bigode também.

Pintar barba e bigode? Sim!

Se optar pelo procedimento de pintar barba e bigode, é altamente recomendado executá-lo no salão. Especialmente na primeira vez! O colorista pode orientá-lo na escolha da cor, mas não para por aí. O tom alcançado dependerá da qualidade da tinta, da cor do seu cabelo natural e do tempo em que o produto ficara em contato com seus fios. Ou seja: são muitos fatores necessários para o sucesso da coloração e, sozinho, em casa, é difícil acertar.

Por ser bem na visíveis, os pelos faciais merecem atenção redobrada. Se alergia é ruim em qualquer parte do corpo, quanto mais no rosto! O profissional de salão fará o teste de sensibilidade, para perceber se há risco de alergia à tinta. Além disso, cuidará para que a tinta não manche o rosto.

O especialista Ivan Izzo alerta que o ideal é misturar dois ou três tons na barba e no bigode, para conquistar um efeito natural. Isso serve para pelos loiros, ruivos ou castanhos. “A barba natural não cresce monocromática. E no salão, buscamos um resultado parecido com esse”, explica. “Já a barba ‘chapada’, toda a com a mesma cor, não cai bem. Fica muito artificial”, conclui.

Diferentes tons dão profundidade e textura, algo sempre bem-vindo — é por isso que muitos coloristas fazem mechas mais claras nos cabelos de homens e mulheres e, também, ao pintar barba e bigode. Além do mais, o contraste dos fios mais claros e mais escuros, nos pelos, ajudam a iluminar o rosto.  

Atualmente, os homens se sentem mais à vontade para cuidar do visual e para colher os bons frutos disso, nas diversas áreas da vida. Se sentir vontade de mudar a cor do seu cabelo, pintar barba e bigode, aproveite as nossas dicas — e as facilidades da época em que vivemos.

Sugestão de produtos: Dove Men+Care Shampoo 2 em 1 Força Resistente, que ajuda a fortalecer os fios e Shampoo Clear Men Limpeza Diária 2 Em 1, que limpa e condiciona, ao mesmo tempo. Para hidratar e nutrir o cabelo,  Óleo Nexxus Oil Infinite.