#AmoMeuCabelo: “Cortar o cabelo dos presidiários fazia eu me sentir melhor”, diz Ariel, rei do cabelo blindado

Preso aos 19 anos, Ariel Franco de Melo, deu a volta por cima e hoje, com 25, é o barbeiro mais famoso do Brasil e criador do “cabelo blindado”, febre entre os jovens da periferia.

“Eu sempre fui vaidoso com meu cabelo, então desde pequeno me lembro de ir à barbearia. Na adolescência, confesso que achava o ritual um pouco chato, mas eu era muito curioso e ficava perguntando aos barbeiros como fazia tal coisa, qual era o nome do corte… Ficava mais na posição de observador.

Acho que não existe talento que venha de nascença, para mim é a pessoa que o desenvolve com o tempo. Talento vem quando você gosta, quer saber mais, se dedica e vê o resultado do seu trabalho – que foi o meu caso. Mas eu penso que se eu tivesse começado na carreira logo cedo, tenho certeza que já teria desistido no meio do caminho. Eu sinto que, pra mim, tudo acontece no momento certo.

 

“O nome blindado é perfeito porque, como é resistente, você pode colocar até uma moto em cima do cabelo que não acontece nada!”

 

A paixão pelo mundo da barbearia nasceu de verdade quando eu estava preso, aos 19 anos. Eu já estava cansado daquela rotina massacrante e cansativa e um colega de cela me deu a ideia de cortar o cabelo dos presidiários. Lembro que, toda vez que eu cortava o cabelo de alguém, me sentia bem e gostava de conhecer a vida das pessoas. Nessas conversas, tirava exemplos para mim e, com o tempo, percebi que queria continuar a aprender essa arte.

A invenção do “cabelo blindado”

Em 2014, saí da prisão, voltei ao mercado de trabalho, mas ao mesmo tempo comecei a cortar cabelo das pessoas em casa para não perder a prática. Em certo momento, pensei “esse vaso já está pequeno para o tamanho da planta”, e foi aí que percebi que já tinha capital para abrir minha própria barbearia.

Nesse momento é que desenvolvi a técnica do cabelo blindado, um penteado com topete parecido com o do Elvis Presley, só que muito mais resistente e que pode durar até sete dias. Com o tempo, eu inseri as divisões e as cores nas mechas.E isso virou a maior característica do meu trabalho como barbeiro.

barbeiro corta cabelo de homem
Ariel mostra sua técnica de blindar os cabelos.

O nome “blindado” é perfeito porque, como é resistente, você pode colocar até uma moto em cima do cabelo que não acontece nada! Não desmancha, não deforma e aguenta qualquer impacto. Muitos motoboys vêm fazer o penteado porque dizem que, mesmo usando capacete, o cabelo não sai do lugar. Acho demais!

Ariel Barbeiro: popularidade que só cresce

Com o tempo, fui criando desafios engraçados no perfil do Instagram com vários objetos pesados em cima do cabelo blindado e isso gerou uma curiosidade enorme nas redes sociais. Foi parte da minha estratégia para mostrar como um penteado montadinho realmente aguenta tudo.

Mas o segredo da resistência do cabelo não dá pra revelar. Resumindo: tem que saber montar o penteado com uma boa estrutura e produtos específicos. Não se trata apenas de um bom fixador e, sim, de técnica.

barbeiro e homem de cabelos coloridos, o cabelo blindado
Mechas coloridas completam o visual do cabelo blindado.

Esse estilo blindado acabou ganhando muita força até em outros países. Hoje eu recebo vídeos da técnica sendo replicada na Colômbia, Venezuela, Emirados Árabes até Estados Unidos.

Profissão que deu certo

Muitas pessoas deixam de arriscar por conta do medo de não dar certo, mas eu tive que me decidir se seria empregado ou empreendedor. Fiz a minha escolha e que bom que deu certo!

Para me tornar mais profissional, comecei a entender como funcionava o mercado, como fazer uma boa gestão do meu negócio e como me profissionalizar na área.

Estou colhendo muitos frutos do meu trabalho, porque além dessa loja na Vila Brasilândia, estou abrindo outra barbearia, no ponto principal da minha região, e sou sócio de uma terceira barbearia em um bairro nobre de São Paulo. Além disso, já tenho quatro grandes patrocinadores (entre eles, Xbox e Netflix) e quero investir na minha carreira internacional.

 

“Estou realizando muitos sonhos é um grande orgulho pessoal saber que eu criei a minha história em um momento de crise e soube sair muito bem dela”

 

As pessoas também estão me conhecendo porque fiz uma ação com a Netflix para divulgar a série “Sintonia”.  No vídeo, eu corto cabelo dos personagens e chamo quem quiser para fazer o blindado comigo.  Gostei muito porque o seriado tem tudo a ver com o meu universo, mostra a realidade da periferia e não esconde nada.

mulher e homem com cabelos raspados com a palavra sintonia desenhada no couro cabeludo
Penteados que fizeram parte de uma ação com a Netflix para a divulgação do seriado “Sintonia”,.

Mantendo as origens

Eu nunca quis sair da minha comunidade, por isso abri a barbearia aqui, onde está minha família, meus amigos e quem sempre esteve ao meu lado.  Quero que meu trabalho seja reconhecido dentro da periferia e que todos possam vir aqui, independente da classe social. Quero mostrar para o mundo que dentro da periferia nascem grandes profissionais.

A sensação que eu tenho hoje é que eu represento alguma coisa para as pessoas da comunidade e todas as que admiram meu trabalho, que gostam de ouvir o que eu tenho a dizer, que querem seguir o meu exemplo, se tornarem pessoas melhores.

homem com topete blindado
Cabelo blindado, marca registrado do barbeiro, conquista jovens da periferia.

Amor pela profissão

O barbeiro, além de estar ali para fazer seu trabalho, também é um psicólogo, um amigo que ouve e que, muitas vezes, faz a alegria de um cliente que está num dia ruim. Com o tempo eu entendi que também exerço esse papel, comecei a me preocupar cada vez mais com as pessoas que estavam meu redor.  E se eu conseguir tirar um sorriso do meu cliente, já ganhei meu dia.

Quero mostrar para o mundo que dentro da periferia nascem grandes profissionais

Estou realizando muitos sonhos é um grande orgulho pessoal saber que eu criei a minha história em um momento de crise e soube me sair muito bem dela, porque, pela estatística, eu seria mais um derrotado. No Brasil, uma vez que você fez algo errado será apontado como um erro para o resto da vida. Mas eu achei o melhor caminho e vou mostrar como é que se faz!

Eu sempre fui uma pessoa de bom coração, mas aconteceu esse acidente na minha trajetória, que não condiz com meus valores. Hoje eu amo o que eu faço e minha família voltou a ter orgulho de mim. Muitas pessoas perguntam como eu consegui chegar até aqui tenho certeza que não chegaria sem vontade!


Inspire-se no cabelo blindado

Se quiser cuidar do topete no melhor estilo “chavoso”, como o de Ariel, é preciso adotar produtos específicos de tratamento. Aplique o creme para pentear Creme de Pentear Dove Óleo Nutrição depois da lavagem e com os fios ainda úmidos. O creme para pentear sela as cutículas dos fios para que fiquem macios, sedosos e fáceis de desembaraçar.

Para modelar os cabelos, experimente a cera modeladora Bed Head For Men Matte Separation, que dá mais textura e fixação aos fios e dá um aspecto de acabamento bem natural, além de permitir controlar e separar as mechas com facilidade.